Foto: Walter Alves

O técnico Pintado orienta Neguete, confirmado na zaga, e Joelson, mantido no meio-campo.

O Paraná Clube coloca em jogo – às 18h10, na Vila Capanema – a liderança do Brasileirão. Diante do São Paulo, o representante paranaense tenta manter o aproveitamento máximo.

Em sua primeira partida em casa, o técnico Pintado quer o time impondo um ritmo forte. Testou duas formações táticas e só confirmará a escalação momentos antes do jogo. O mistério, porém, não será a principal ?arma? de Pintado.

?Para surpreender o São Paulo, só com muita organização?, frisou o técnico paranista. Pintado trabalhou intensamente durante a semana e exige uma equipe equilibrada ao longo dos noventa minutos. ?Num jogo assim, não podemos ter altos e baixos?, explicou. Com o time ?ligado?, espera conter o ímpeto do adversário, que promete um esquema ofensivo para impedir uma crise. ?Temos que ter inteligência para tirar proveito dessa situação?, justificou.

Pintado não esconde a predileção pelo 4-4-2 e talvez por isso tenha iniciado o apronto com esse posicionamento. Vandinho e Éverton comprovaram no coletivo que vivem um bom momento e tornaram a equipe bastante ofensiva. Mas, na reta final do treino, o time voltou ao 3-5-2, com as entradas de Neguete na zaga e Jolson no meio-de-campo. Uma formação mais coesa e de vigor físico. Resta saber qual a opção definitiva de Pintado para iniciar o jogo.

?O grupo está preparado para as duas situações?, destacou Pintado. O fato de o Paraná ter conquistado bons resultados jogando com três zagueiros – contra Grêmio, Juventude e Cruzeiro – deve pesar na escolha do treinador. Pintado, na verdade, já tomou essa decisão na sexta-feira, mas preferiu não antecipar à imprensa (e ao adversário) qual formação colocará em campo. ?Hoje, o Paraná já é mais visado, pois está em evidência. Acho que todo detalhe pesa?, confirmou.

Independente do esquema tático, Adriano deve jogar no meio-de-campo. Depois de passar dois dias sob medicação, devido a uma forte gripe, o volante participou de todo o treino recreativo de ontem pela manhã. Por precaução, a comissão técnica relacionou 19 jogadores para a concentração e no caso de um veto de última hora a Adriano, Xaves seria o seu substituto. Outra mudança confirmada é a entrada do goleiro Marcos Leandro na vaga de Flávio, lesionado.

Mesmo sem jogar há tempos, Marcos Leandro não teme a falta de ritmo. ?Estou treinando forte e essa é a rotina do goleiro reserva. Trabalhar mais que o titular para estar pronto na hora que surge a oportunidade?, disse. O goleiro garante estar pronto para parar o forte ataque são-paulino e também o goleiro Rogério Ceni. ?Faz tempo que ele não faz um gol de falta. É o maior batedor de faltas do Brasil, mas não será em mim que vai sair desse jejum?, prometeu. O goleiro quer a equipe atenta para evitar faltas próximas da área.

BRASILEIRO

4ª RODADA

PARANÁ CLUBE x SÃO PAULO

PARANÁ

Marcos Leandro; Daniel Marques, Neguete (Vandinho) e Luís Henrique; Parral, Beto, Adriano (Xaves), Joelson e Márcio Careca; Vinícius Pacheco e Josiel.

Técnico: Pintado.

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Ilsinho, André Dias, Miranda e Richarlyson; Fredson, Jorge Wagner, Souza e Leandro; Dagoberto e Aloísio.

Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Durival Britto (Curitiba).

Horário: 18h10.

Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS).

Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e José Javel Silveira (RS).