A vitória sobre o Toledo parece ter convencido Paulo Comelli de que o 3-5-2 é a formação ideal para o atual elenco do Paraná. Quinta-feira, contra o Mixto-MT, o esquema deve ser mantido, assim como quase todo o time.

O esquema com três zagueiros foi aprovado pelos jogadores. Principalmente os alas, que tiveram liberdade para atacar e aparecer decisivamente nos gols de Peterson e Wellington Silva. “Esse esquema nos ajuda bastante. Pudemos vencer e convencer, com participação importante dos alas e os atacantes fazendo gol”,
avalia Murilo.

A expectativa é que, contra o Mixto, o Tricolor tenha duas mudanças em relação ao time que começou o jogo em Toledo. Peterson ganhou a vaga de Osmar no ataque e o volante Agenor, que cumpriu suspensão, volta à equipe. Quem pode sair é Hernani, que domingo deixou o campo com dores musculares.

Assim, a provável escalação do Paraná é Rodolfo; João Paulo, Elton e Luiz Henrique; Murilo, Agenor, Kléber, Bruninho e Fabinho; Peterson e Wellington Silva.