O Paraná pediu para ser eliminado da Copa do Brasil. Pediu porque o time e principalmente o técnico Paulo Comelli foram covardes ao permitirem que o frágil Mixto dominasse o segundo tempo.

Só não foi porque o time tem bons jogadores (Murilo, Bruninho e o goleiro Rodolfo) e guerreiros (Wellington Silva, Agenor, Luís Henrique). Não foi porque a torcida, apesar de decepcionada, acreditou e empurrou o time nas cobranças de pênaltis.

E também pela estrela de Rodolfo, que honrou a tradição tricolor de goleiros pegadores de pênaltis. Mesmo assim, o Paraná precisa de mudanças. Há jogadores que não podem mais vestir a camisa paranista. E Paulo Comelli tem que decidir o que quer da equipe. Ou que a diretoria resolva tomar uma atitude.