O Paraná Clube faz hoje, às 20h, em Pelotas, o seu primeiro teste antes do retorno à Série B. Pela frente, um reformulado Brasil. O técnico Marcelo Oliveira mantém a mesma base utilizada na fase pré-Copa da Segundona, apostando numa evolução do time, que a partir do dia 13 de julho volta a defender a liderança da competição contra o Icasa-CE.

O treinador pretende utilizar este e outros amistosos e jogos treinos para dar ritmo aos atletas, sempre com o cuidado de evitar qualquer tipo de sobrecarga. “Não podemos perder a noção de que o principal é voltar bem diante do Icasa. Em Pelotas, vamos movimentar o grupo, tentando aliar a isso um bom resultado”, comentou Marcelo Oliveira.

“Será um jogo difícil, contra um adversário que vai querer mostrar bom futebol para a sua torcida. Mas é bom que seja assim, pois nos dá um parâmetro, uma referência para o jogo em Juazeiro do Norte”, completou.

A comissão técnica só quer que o grupo tenha a perfeita noção de que o jogo de hoje é um amistoso, onde o objetivo maior é dar ritmo aos jogadores – em especial àqueles que vinham de um período de inatividade. É o caso de Murilo.

O lateral-direito vem atuando em todas as oportunidades. Fez coletivo contra os juniores na sexta, atuou no primeiro tempo do jogo treino frente ao Caxias (sábado) e hoje estará em campo. “O quanto mais eu estiver jogando, antes vou recuperar o meu ritmo. Esse período está sendo muito bom”, disse o jogador.

Além de Murilo, a outra modificação na equipe ocorre na zaga, onde Diego Correa entra na vaga de Luís Henrique. O capitão se recupera de uma lombalgia e somente esta semana volta a trabalhar com o grupo no Ninho da Gralha. “É claro que é bom manter algo que vinha dando certo, mas acrescentamos alguns reforços e vamos ter um banco muito mais forte”, arrematou Marcelo Oliveira, que relacionou vinte jogadores para a viagem ao Rio Grande do Sul.