Joinville e Paraná Clube fizeram um jogo digno de dois times que brigam por uma vaga no G4 da Segundona na tarde deste sábado (26), na Arena Joinville, mas o time da casa aproveitou melhor as chances e venceu a partida por 1 a 0.

O jogo começou com os dois times se estudando, mas já aos nove minutos Kayke fez o goleiro do JEC trabalhar. Contudo, o troco do time da casa veio no minuto seguinte. Na única falha da zaga paranista, Edu fez o gol de cabeça ao aproveitar um cruzamento que veio da esquerda.

Mas o gol do Joinville não diminuiu o ímpeto do Paraná Clube, pelo contrário, o time tocava bem a bola, contando com a movimentação de Kayke e Reinaldo e a aproximação de Lúcio Flávio, que armava as principais jogadas.

E a dupla de ataque paranista foi protagonista do lance mais polêmico do jogo aos 27 minutos, quando o assistente marcou saída de bola no cruzamento de Kayke, que Reinaldo mandou de cabeça para o gol.

Logo após o gol anulado, Reinaldo saiu de campo contundido e Luisinho entrou em seu lugar. Nos últimos minutos, o Paraná Clube ainda criou oportunidades para empatar com Luisinho e Lúcio Flávio, mas sem sucesso.

O início do segundo tempo foi de pressão paranista, mas logo aos dois minutos, depois de duas oportunidades criadas com J. J, Morales, Luisinho, que se machucou no final do primeiro tempo, sentiu a contusão novamente, e teve que deixar o gramado para a entrada de Carlinhos.

Após os 10 minutos iniciais de pressão paranista, o Joinville equilibrou a partida, que continuou movimentada e com os dois times criando chances, mas o Paraná Clube não conseguia converter em gol as oportunidades.

 

Perdendo o jogo, o time da Vila Capanema se lançou de vez e o técnico Dado Cavalcanti tentou a última cartada ao substituir o zagueiro Brinner pelo meia Paulinho Oliveira, aos 34 minutos.

 

Mas o Paraná Clube já não tinha mais a mesma organização e saiu de campo com a derrota, desperdiçando a oportunidade de retornar ao G4. Na próxima rodada, o Tricolor joga na Vila Capanema contra o Palmeiras, que hoje garantiu seu retorno à elite do futebol brasileiro.