O técnico Dado Cavalcanti comandou ontem à tarde, no Ninho do Periquito, estádio do Alecrim, o apronto do Paraná para a decisão desta noite. Além de Édson Sitta e Lúcio Flávio, suspensos, e Reinaldo (que por decisão da comissão técnica vai atuar apenas uma vez por semana) o treinador não poderá contar com o lateral Moacir. Com dores no joelho direito, ele ficou em tratamento, ontem, mas acabou vetado pelo departamento médico.

Assim, o time terá três alterações em relação à partida anterior, com direito a uma variação tática. Na lateral-direita, Roniery volta a ser escalado. Cambará vai ocupar a cabeça de área, enquanto Fernando Gabriel retorna ao time, que passa a jogar, teoricamente, num 4-1-4-1. A estratégia foi aplicada com sucesso durante boa parte da competição, mas a necessidade fez com que Dado passasse a utilizar dois atacantes mais avançados. Hoje, Paulo Sérgio será o único atacante de ofício, contando com as constantes aproximações de Felipe Amorim.

Isso, sem contar, é claro com a movimentação de Ronaldo Mendes e do próprio Fernando Gabriel. Mesmo sempre adotando uma postura ofensiva, o Paraná passou em branco nas duas últimas partidas, sem conseguir marcar gols.