Foto: Walter Alves

Joelson, artilheiro do Tricolor na temporada, promete não perdoar na frente do gol.

Em pleno Sábado de Aleluia, o Paraná Clube já elegeu o seu ?Judas?. No jogo desta tarde, às 15h45, no Estádio João Cavalcante de Menezes, o Tricolor vai atrás de mais uma vingança, agora sobre o Engenheiro Beltrão.

O representante do noroeste do Estado, assim como Iraty e Atlético, venceu o confronto pela fase classificatória. Com uma estrutura muito mais sólida, comprovada por números, o time azul, vermelho e branco quer despachar o rival e encaminhar sua qualificação para a semifinal.

O técnico Paulo Bonamigo acredita que o jogo servirá para mostrar o nível de maturidade que seu time atingiu. Na sua avaliação, o desempenho frente ao Vitória já foi um sinal claro dessa evolução da equipe. ?Não sentimos a ressaca, quase sempre natural, de uma vitória no clássico. Foi bom?, ponderou o treinador paranista. ?Agora, temos pela frente um adversário aguerrido. Um grande desafio?, afirmou Bonamigo.

Para o treinador, a derrota na fase anterior, quando escalou o time B, foi ?pedagógica?. ?O resultado não foi bom, mas tive a oportunidade de analisar o adversário. Sei como eles se comportam numa situação como essa?, justificou. Assim, com um conhecimento prévio da estratégia do adversário, Bonamigo cria o ?contra-veneno? para emplacar mais três pontos e seguir com 100% de aproveitamento nessa segunda fase. ?Depois que a vitória passou a valer três pontos, empate não é bom. Vamos em busca da vitória?, assegurou.

Para chegar a esse objetivo, Bonamigo vai apostar novamente na mesma estrutura tática aplicada nos últimos jogos. Ou seja, com Joelson na função de atacante de referência, sendo municiado por Cristian e Giuliano, além de Éverton, mais uma vez deslocado para a ala-esquerda. ?Foi uma tentativa que deu encaixe. Às vezes você tenta uma estratégia que não dá resultado, mas com essa formação, estamos caminhando muito bem?, analisou. Bonamigo sustenta sua posição com números.

Se frente ao Atlético o Paraná superou a marca dos cem desarmes, sendo um time eficaz no combate, diante do Vitória a equipe chegou aos 375 passes certos. ?Resumindo: mostra posse de bola e qualidade na distribuição das jogadas?, afirmou o treinador paranista.

?É resultado de um meio-de-campo de muito potencial. E esse é o nosso diferencial. Se lateralizarmos mais as jogadas, estamos no caminho certo para atingir o ponto ideal. Mas, falta muito, ainda?, ponderou.

Esse encaixe que o time obteve nesse sistema de jogo, faz Bonamigo adiar, ao menos momentaneamente, a utilização de mais um atacante. Assim, Fábio Luís deve novamente ficar no banco de reservas. ?É uma opção que pode ser aplicada a qualquer momento. Só que pelo que nossos meias estão jogando, acho injusto sacar alguém nesse momento?, finalizou Bonamigo, sabendo que pelo desgaste da equipe nas últimas jornadas, dificilmente terá condição de segurar Cristian e Éverton nos 90 minutos dessa decisão.

CAMPEONATO PARANAENSE

2ª FASE ­ 3ª RODADA

ENGENHEIRO BELTRÃO x PARANÁ CLUBE

ENG. BELTRÃO

Pontelli; Marcelo, Danilo e Neguetti;  Muriel, Diego, Eurico, Carlinhos e Givanildo; Safira e Elton.

Técnico: Cláudio Piruá.

PARANÁ CLUBE

Fabiano Heves; Daniel Marques, João Paulo e Luís Henrique; Araújo, Jumar, Léo, Giuliano e Éverton; Cristian e Joelson.

Técnico: Paulo Bonamigo.

SÚMULA

Local: João Cavalcante de Menezes (Engenheiro Beltrão).

Horário: 15h45.

Árbitro: José Ricardo Bigaski Stolle.

Assistentes: Marcos Antônio Fernandes e Cléber Eduardo dos Santos.

Zaga paranista impõe respeito

Com seu paredão em campo, o Paraná Clube espera aumentar a série de jogos sem sofrer gols. Coincidência ou não, o Engenheiro Beltrão foi o último time a marcar gols no Tricolor. E num jogo onde o técnico Paulo Bonamigo escalou apenas os reservas. ?O time está muito focado. Jogando dessa forma, com todos se ajudando, não será fácil furarem a nossa marcação?, destacou Daniel Marques.

O jogador lembra que essa invencibilidade não se deve apenas à ação dos zagueiros e do goleiro Fabiano Heves. ?É resultado da aplicação de todos. Nossos atacantes e meias ajudam muito e isso evita uma sobrecarga lá atrás?, comentou Daniel. A invencibilidade da zaga não foi construída apenas com um trio de zagueiros, mas com um quarteto. Daniel Marques, Nem, João Paulo e Luís Henrique foram utilizados nessas três vitórias consecutivas, todas por 1×0.

Até por isso, Bonamigo preferiu não antecipar o trio que inicia o jogo desta tarde. Apenas assegurou a volta de Luís Henrique. Assim, mantém uma dúvida entre Nem e João Paulo na função de líbero. ?Todos estão muito bem. Vou ver lá, na hora, quem eu escalo?, despistou Bonamigo. Se João Paulo está num ritmo mais intenso de competição, Nem tem a seu favor a experiência e as boas atuações nos jogos contra Atlético e Vitória.

A eficácia defensiva sempre foi uma característica nos times de Paulo Bonamigo e em sua Segunda passagem pelo Tricolor a história não é diferente. Em sete, dos doze jogos disputados, a defesa tricolor não foi vencida. Aliando isso a uma eficiência nos lances de bola parada, o Tricolor segue firme na sua caminhada em busca da classificação às semifinais.

Engenheiro confiante na vitória

O Engenheiro Beltrão aposta na ?escrita? para chegar à ponta da tabela de classificação do Grupo A. Nos dois últimos confrontos, o representante do noroeste do Estado faturou o Paraná Clube. E com estilo: vitórias por 3×0 (em 2007) e 3×1 (na primeira fase da atual temporada). No jogo desta tarde, o técnico Cláudio Piruá não terá o atacante Eydison, principal artilheiro da equipe.

No acanhado Estádio João Cavalcante de Menezes, o Engenheiro Beltrão tem um ótimo aproveitamento. Sofreu apenas uma derrota e um empate, contra seis vitórias. ?Contamos com o apoio do nosso torcedor?, afirma o presidente Luiz Linhares. ?Isso tem feito a diferença?, acredita. Para pensar em qualificação para as semifinais, o Beltrão precisa da vitória hoje.

No segundo turno desta fase, o time terá dois jogos fora, contra os times da capital, enfrentando apenas o Iraty em seus domínios. ?Hoje, é decisão. E vamos fazer de tudo para conseguir essa vitória e chegar a essa liderança?, disse Cláudio Piruá, que deverá confirmar apenas uma mudança na equipe: a volta do atacante Elton, na vaga de Eydison, suspenso.