paranaense

O clássico Paratiba de número 100 ficou com o Paraná Clube. Na noite desta quarta-feira (7), na Vila Capanema, em um duelo fraco tecnicamente, o time paranista, sem ser brilhante e explorando os erros do Coritiba, venceu o rival por 2×0, chegou aos quatro pontos e subiu para a terceira colocação do Grupo A da Taça Caio Júnior do Campeonato Paranaense.

Já o Coxa, com a segunda derrota em dois jogos, é o lanterna da chave e vê suas chances de classificação diminuírem consideravelmente faltando três rodadas para o final do returno do Estadual.

Confira como foi o clássico no Tempo Real da Tribuna

O centésimo Paratiba da história começou equilibrado. Tanto Paraná Clube quanto Coritiba protagonizaram um duelo corrido, mas sem muita inspiração. Os dois times, na verdade, erraram muito no primeiro tempo. Enquanto o Tricolor tentava propor o jogo, a alternativa do time alviverde era clara. A equipe do técnico Sandro Forner tinha a transição rápida e buscava os contra-ataques.

Foi assim que surgiu a primeira chance de gol da partida. Aos 14 minutos, Guilherme Parede puxou contra-ataque e, da entrada da área, chutou no canto, mas Richard defendeu. O Paraná respondeu na mesma moeda. No lance seguinte, Thiago Santos arriscou de fora de área e o goleiro Wilson fez boa defesa.

Com a marcação bem encaixada, o Alviverde conseguia minar as principais investidas do Paraná. O Coxa, na verdade, forçava o erro do Tricolor e também era mais organizado para atacar. Mas a melhor chance da primeira etapa veio aos 44. Vitor Feijão passou como quis por Léo Andrade, cruzou e Thiago Santos, livre, cabeceou para grande defesa do goleiro Wilson.

Na volta do intervalo, o Coritiba seguiu atuando de maneira mais organizada. O time alviverde chegou perto de marcar aos 2 minutos. Julio Rusch fez a jogada, Guilherme Parede tocou, mas Léo Andrade, livre na área, chutou mal. Mais eficiente, o Paraná Clube abriu o placar três minutos mais tarde e na bola aérea, deficiência do Coxa nos últimos jogos. Depois da cobrança de escanteio, Leandro Vilela desviou e Thiago Santos, livre, marcou.

Jogadores do Tricolor comemoram importante vitória. Foto: Albari Rosa
Jogadores do Tricolor comemoram importante vitória. Foto: Albari Rosa

O time coxa-branca acusou o golpe e o Tricolor quase aproveitou. Aos 7, em outra cobrança de escanteio, a defesa do Coritiba falhou de novo e Rayan perdeu chance de ampliar. Aos poucos, o Verdão foi abandonando sua postura mais defensiva, mas tinha muitas dificuldades para criar chances para empatar.

Veja como ficou a classificação completa do Paranaense

Em vantagem, o Paraná Clube, com o controle do jogo, diminuiu o ritmo e chamou o Coritiba para o seu campo. O Alviverde foi criar sua melhor oportunidade de empatar a partida, aos 27. Marcos Moser cruzou e Iago, de cabeça, assustou Richard. Eficiente nos contra-ataques, o Tricolor chegou perto de ampliar a vantagem. Aos 34, Thiago Santos recebeu livre e Wilson fez outro milagre.

O Coritiba, de forma tímida, seguiu pressionando em busca do empate. Aos 35, João Paulo arriscou de fora da área e acertou a trave do goleiro Richard. O time coxa-branca seguiu pressionando. Alvarenga e Yan Sasse entraram, mas pouco mudaram o ritmo ofensivo do Verdão. O Paraná Clube, então, seguro defensivamente, conseguiu ainda ampliar o placar aos 48, com um belo gol de Diego Gonçalves.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Caio Júnior – 2ª Rodada

Paraná Clube 2×0 Coritiba

Paraná Clube
Richard; Alemão, Neris, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Jhonny Lucas (Wesley) e Carlos Eduardo; Marcelo Báez (Diego Oliveira), Vitor Feijão e Thiago Santos (Zezinho).
Técnico: Rogério Micale

Coritiba
Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; João Paulo, Júlio Rusch e Thiago Lopes (Kady); Iago Dias (Yan Sasse), Guilherme Parede (Alvarenga) e Alecsandro.
Técnico: Sandro Forner

Local: Vila Capanema
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Jefferson Cleiton Piva da Silva
Gols: Thiago Santos, 5, Diego Gonçalves, 48 do 2º
Cartões amarelos: Jhonny Lucas, Leandro Vilela, Alemão e Diego Gonçalves (PAR); Marcos Moser, Julio Rusch (COR)
Cartão vermelho: Zezinho (PAR)
Público pagante: 3.757
Público total: 4.648
Renda: R$ 107.300,00