Coritiba e Paraná Clube terão pela frente uma semana cheia em preparação para o clássico. Neste sábado (5), a partir das 16h30, os times se enfrentam pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro precisando muito da vitória para continuar acreditando no acesso. O Coxa é o quinto colocado, com 37 pontos, e tem um jogo a menos, enquanto o Tricolor soma 35 e é o 11º.

As duas equipes já tiveram excelentes momentos na competição, mas agora vivem a incerteza se terão fôlego para se firmarem na ponta da tabela. O Alviverde chega ao clássico vindo de uma importante vitória depois de seis agonizantes jogos sem vencer. Já o time paranista empatou de novo e está a quatro rodadas sem saber o que é ganhar.

No duelo entre os times no primeiro turno, um jogo digno de ser chamado de clássico. O confronto aconteceu no dia 8 de junho e o Coritiba saiu na frente, o Paraná empatou, o Coxa buscou o 2×1 e, já no finalzinho, o time paranista confirmou a vitória de virada. Na ocasião, o triunfo foi essencial para a equipe da Vila Capanema, que conseguiu uma incrível arrancada na competição. Foi a partir do confronto com o rival que o Tricolor emendou uma sequência vitoriosa na Segundona e somou cinco jogos com triunfo. Foi nesse período positivo que o time chegou à vice-liderança e sonhou com a primeira colocação.

Ainda que não tenha vencido o clássico, o Alviverde começou a atingir seu auge na Série B três jogos depois dessa derrota. Na décima rodada, com a vitória em cima do São Bento, o clube iniciou uma série que chegou a dez jogos sem derrota. E assim também chegou à vice-liderança, igualmente brigando pela ponta e pensando em um possível título.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Porém, se os rivais já tiveram momentos que pareciam promissores na competição, agora precisam provar a que vieram. Para os paranistas, a falta de vitórias dentro da Vila Capanema, além de resultados ruins diante de times do final da tabela, causaram insatisfação. Com protestos, alguns torcedores exigiram a saída do técnico Matheus Costa, mas o presidente Leonardo Oliveira garantiu que o treinador fica até o fim da temporada.

Esse ambiente de crise também foi sentido no Couto Pereira. Após a arrancada, o time coxa-branca viveu um período em baixa. A falta de vitórias – fora seis partidas sem ganhar – custou o cargo do técnico Umberto Louzer. O substituto foi Jorginho, que estreou na última rodada com o triunfo por 2×1 sobre o América-MG.

Por todos esses motivos, o clássico poderá ser um novo momento importante na trajetória de uma das equipes, que manterá viva a briga pelo acesso. Portanto, só a vitória interessa.

Leia mais:

+ Tricolor tem campanha em casa de time que briga contra o rebaixamento
+ Coxa inicia semana do clássico mais aliviado após encerrar jejum