Os dias sem futebol pesaram,e o Paraná Clube não conseguiu reeditar as atuações empolgantes da Série B. Resultado: foi derrotado por 1 x 0 pelo Brasil de Pelotas, ontem à noite, no estádio Bento Freitas. O clube gaúcho, que se prepara para disputar a Série C, venceu com um gol de Paulo Renato, no 2.º tempo.

Em casa, e querendo mostrar serviço diante do líder da Série B, o Brasil se mandou para o ataque. Aproveitando a lentidão do Paraná, o time Xavante ocupou melhor os espaços e passou a minar a defensiva adversária. Para piorar, o Tricolor ainda perdeu sua principal referência defensiva: Irineu, com uma entorse de tornozelo, deu lugar a Diogo, logo aos 13 minutos.

Pouco depois, o Brasil teve uma grande chance para abrir o placar. Rodrigo Dantas fez o trabalho de pivô e de fora da área Marcelo Moscatelli carimbou a trave de Juninho.

Sem diminuir a intensidade, o representante gaúcho chegou perto do gol com Amarildo. O zagueiro cabeceou para fora uma cobrança de falta de Sidnei. A partir daí, o Paraná apresentou uma discreta reação, valorizando um pouco mais a posse de bola e se aventurando ao ataque.

Porém, mais uma vez a ação do Brasil foi mais efetiva. Na jogada de Sidnei, Rodrigo Dantas recebeu na pequena área e parou em uma defesa excepcional de Juninho, aos 33 minutos. Mesmo tendo apresentado uma evolução na reta final do primeiro tempo, o Paraná não conseguiu criar uma jogada de perigo contra a meta de Luís Müller.

Isso obrigou o técnico Marcelo Oliveira a mexer no time e adiantar as linhas de marcação da equipe. Ele trocou Wanderson pelo recém-contratado William. O mudança fez o Paraná equilibrar as ações e logo no início da fase complementar Marcelo Toscano finalizou com perigo. Na tentativa de recuperar o controle do jogo, Fahel Júnior mudou o Brasil com as entradas de Paulo Renato e Marques.

A reação foi imediata. No primeiro lance, Marques cabeceou e fez Juninho trabalhar. Pouco depois, o atacante apareceu na direita e cruzou. Paulo Renato mandou um petardo de primeira e abriu o placar do jogo: 1 x 0 para o time Xavante, aos 24 minutos.

A partir daí, as equipes sofreram uma série de mudanças e a observação passou a ser muito mais individual do que coletiva. Marcelo Oliveira lançou mão de todos os jogadores à sua disposição e a melhor chance de o Tricolor empatar foi desperdiçada por Flavinho, que chutou em cima de Luís Müller. O Paraná ainda fará mais dois amistosos contra Operário-PR e Atlético-PR antes do retorno à Segundona, dentro de duas semanas.