O Paraná Clube fez sua parte e continua na Série B do Campeonato Brasileiro em 2012. O tricolor derrotou o Bragantino por 1 a 0, gol de Jefferson Maranhão, aos seis minutos do segundo tempo. Mesmo com a vitória, a torcida não aliviou a barra da diretoria paranista e protestou bastante. Quando veio a confirmação do rebaixamento do Icasa (derrotado pela Portuguesa por 2 a 0), os torcedores passaram a botar a boca no trombone com mais veemência ainda.

O jogo atrasou consideravelmente para iniciar. O time paulista apresentou um problema de última hora com o goleiro Gilvan. Resultado: atraso de 15 minutos em relação às outras partidas. Problemas resolvidos, o duelo prometia ser bem ofensivo. De um lado o Paraná, que jogava a sua honra e também queria afastar de vez as chances de um possível rebaixamento. Do outro estava o Bragantino, que ainda almejava a última vaga para a Série A (que foi conquistada pelo Sport Recife ao vencer o Vila Nova em Goiás por 1 a 0). Contudo, o jogo foi bem truncado e deixou a desejar no aspecto técnico. Em diversos momentos no primeiro tempo, a letargia parecia tomar conta dos atletas.

Mudança de atitude

Se no primeiro tempo teve tudo, menos futebol, ao menos para a segunda etapa a coisa deu uma melhorada. O Paraná voltou mais aceso e passou a pressionar o adversário. Não demorou muito e veio o gol. Após um cruzamento rasteiro, Jefferson Maranhão, livre dos marcadores, tocou no cantinho de Gilvan, para alegria dos torcedores que compareceram ao Durival de Brito.

Para piorar ainda mais a situação do Bragantino, dois minutos depois do gol paranista veio a notícia de que o Sport estava fazendo 1 a 0 e carimbando o passaporte para a Série A. Ainda assim, os paulistas não se desanimaram e estiveram perto de marcar em dois momentos. Um com o atacante Luis Mario e o outro com o meia paranista Cambará, que quase marcou um gol contra. O Parana, porém, também respondia com muito perigo. Aos 26, Giancarlo, na pequena área, bateu em cima de Gilvan e Douglas Packer, aos 34, bateu por cima do gol após uma boa jogada individual.

Já nos minutos finais, os dois times desistiram de jogar e esperaram apenas o apito final. Em um péssimo ano, ao menos o Paraná conseguiu alguma dignidade e se despede com vitória.