O técnico Roberto Fonseca não esconde a preocupação com o distanciamento do Tricolor das equipes que estão atualmente no G4. Em especial, Portuguesa, Ponte Preta e Naútico. No momento, a briga se resume à quarta vaga, ocupada pelo Americana.

Sobre o jogo contra a Lusa, o treinador disse que o time teve um comportamento bom e que perdeu nos detalhes. “Fizemos um bom jogo. Taticamente, nosso primeiro tempo foi acima da média. Pecamos em alguns detalhes e a qualidade do adversário fez a diferença”, resumiu Fonseca, numa referência direta ao gol de Edno, que mudou os rumos da partida. “Acho que fizemos o máximo dentro das nossas limitações. Numa competição tão equilibrada, é muito complicado ficar sem sete, oito jogadores. Mesmo assim, demos muito trabalho para
a Portuguesa”, avaliou.

O Paraná tem, agora, uma sequência que poderá decidir sua sorte na competição. Serão três jogos em casa, todos frente a adversários diretos: Americana, Goiás
e Náutico. Em meio a estes confrontos, vai a Pernambuco para encarar o desesperado Salgueiro.

Reforço

Ontem, o presidente Aramis Tissot confirmou a contratação do volante Dionísio, ex-Oeste e Ponte Preta. O jogador já está em Curitiba e, dependendo dos treinos da semana, pode até estrear contra o Americana.