Fernando sentiu no treino
de ontem e é dúvida para hoje.

É hora de curar a “ressaca”. O Paraná Clube entra em campo hoje – às 20h30, no Pinheirão, frente ao Flamengo -disposto a afastar as dúvidas que voltaram a pairar sobre o grupo após o revés na Bahia.

O técnico Paulo Campos credita a instabilidade ao processo de formação de um novo time. O psicólogo Gilberto Gaertner trabalhou intensamente nos últimos dias com o objetivo de devolver a confiança aos jogadores. “Batemos muito em duas teclas: a força que o conjunto já provou ter e a atenção que precisa ser retomada após o deslize na segunda rodada”, comentou Gaertner.

A comissão técnica teve ainda o cuidado de evitar que a busca por uma afirmação resulte em ansiedade excessiva. “O jogo frente ao Vitória nos trouxe ensinamentos. Gradativamente haverá evolução e não incorreremos nestes mesmos erros”, garante Paulo Campos. O técnico fez as primeiras mudanças na formação da equipe. Fernando Lombardi recupera a posição de titular da zaga (no lugar de Nelinho) e Chokito é a novidade no ataque (para a saída de Adriano). “É uma questão de momento. Os dois têm entrado muito bem e fazem por merecer a oportunidade”, resumiu Paulo Campos.

O treinador teve o cuidado de não “queimar” os atletas que estão saindo do time. “Não sofremos uma goleada por culpa deste ou daquele jogador. As trocas são normais pois temos um time em formação”, frisou. Na sua visão, outras alterações poderão ocorrer, pois apenas na sétima ou oitava rodada é que o time-base estará formado. Há ainda que se considerar a chegada de novos valores, como Wellington Paulista e Canindé, na teoria, titulares deste “novo” Paraná Clube.

Hoje, a estratégia do Tricolor é simples: cautela na medida certa, mas sempre com a iniciativa do ataque. Numa competição muito equilibrada, os três pontos em casa são fundamentais. “Com a seqüência de jogos, o entrosamento melhora, assim como o volume ofensivo”, comentou o meia Jean Carlo. Nos dois primeiros jogos, o Paraná ainda esbarrou na falta de precisão das assistências. “Chegamos à frente, mas pecamos naquele último toque, para deixar nossos atacantes na cara do gol”, reconhece o capitão.

No treinamento de ontem, uma dúvida de última hora. O meia Fernando torceu o tornozelo direito e, se vetado, será substituído por Wilian, conforme antecipou ontem o técnico Paulo Campos.

Wellington Paulista chegou e se apresentou ao Tricolor

O Paraná Clube levou a melhor na queda-de-braço com outros três grandes clubes do futebol brasileiro. O atacante Wellington Paulista estava nos planos de Corinthians, São Caetano e Grêmio, mas vai jogar no Tricolor neste Brasileirão. O acerto aconteceu ontem pela manhã e no início da noite o jogador se apresentou em Curitiba. A negociação se alongou por quase um mês, mas o resultado final foi positivo para o clube paranaense, que assegura a presença do artilheiro por duas temporadas.

Wellington Paulista, 21 anos, já havia se destacado na Copa São Paulo de Juniores, marcando 5 gols em apenas 3 jogos. No Paulistão, balançou as redes somente quatro vezes, mas teve contra si a fragilidade do Juventus, que acabou rebaixado para a Série A-2. Wellington Pereira do Nascimento é natural de São Paulo. A negociação foi definida entre Paraná, Juventus e o procurador do atleta, o ex-zagueiro do Corinthians e do Cruzeiro, Marcelo Djian. O atacante renovou com o clube da Rua Javari por três anos, mas ficará no Paraná até o final de 2005.

“Além disso, teremos um percentual de qualquer transação envolvendo este jogador. É uma parceria que firmamos com o Juventus”, explicou o diretor de futebol Durval Lara Ribeiro.

Wellington tem 1,83m e é veloz, uma característica imprescindível no perfil desejado por dirigentes e comissão técnica. O atacante começa a trabalhar hoje e a corrida agora é para regularizar sua documentação até o início da próxima semana.

À noite, a diretoria confirmou mais uma contratação: o lateral-esquerdo Edinho, 23 anos, que jogou no Vasco ano passado. Ele ganhou liberação na Justiça e disputou o Carioca pelo Madureira.

BRASILEIRO
3.ª rodada
Horário: 20h30.
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (FIFA-RS).
Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Marcos Viana Ibanez (RS).
TV: NET – Premiére – canal 76 (pay-per-view) Fone: 4004-7777 – www.net.tv.br.
Tempo e temperatura: parcialmente nublado. Média de 17º.

Paraná
Flávio; Cláudio, Fernando Lombardi, Carlinhos e Wesley; Axel, Beto, Jean Carlo e Fernando; Chokito e Galvão. Técnico: Paulo Campos.

Flamengo
Júlio César; Rafael, Henrique, Fabiano Eller e Roger; Da Silva, Douglas Silva, Ibson e Zinho; Rafael Gaúcho e Jean. Técnico: Abel Braga.