Vendo a chance de acesso se esvair entre os dedos, o Paraná Clube vai para o ‘tudo ou nada’ no jogo desta noite, às 19h30, na Vila Capanema, frente à Chapecoense. O técnico Dado Cavalcanti promove seis alterações e joga as suas fichas na experiência de atletas do nível de Marcos e Alex Bruno, que deixam de ser meros coadjuvantes para assumirem posição de destaque nesta reta final da Série B. Somente com aproveitamento máximo é possível ainda acreditar na volta à Primeira Divisão.

As modificações estão atreladas às questões psicológicas e não técnicas. ‘O Luís Carlos fez, até aqui, um ótimo campeonato. Mas precisamos mudar de atitude e, quem sabe, com essas trocas também mudamos a nossa postura’, disse Dado Cavalcanti. O treinador admitiu que a derrota para o Boa, de virada, ainda não fora bem digerida por muitos. ‘Não é fácil. O abatimento vem e, até por isso, vamos procurar tirar os resquícios de uma frustração e, como esse algo novo, buscarmos também um resultado novo’, justificou.

Marcos fará a sua estreia nesta Série B. Contratado no início do ano como um dos ícones de novos tempos, o experiente goleiro se deparou com uma ótima fase de Luís Carlos e amargou o banco de reservas. No Paranaense, atuou em apenas três jogos (Rio Branco, J. Malucelli e Arapongas). ‘Não seria justo, pelo ótimo profissional que ele é, dar uma oportunidade quando o time não tivesse mais chances. Conversei com os dois e o Marcos vai jogar’, disse Dado Cavalcanti, acreditando na empatia do goleiro com a torcida e na sua liderança junto ao grupo.

Mesma estratégia se aplica a Alex Bruno. O jogador, que foi titular em sete jogos do Paranaense, só agora vai atuar nesta Série B. Após o Estadual o jogador passou por uma cirurgia no tornozelo e, no retorno, conviveu com novas lesões antes de conseguir uma sequência de treinamentos. ‘Ele me garantiu que está pronto e creio que sua personalidade poderá ser muito importante nessa hora decisiva’, justificou Dado.

Chapecoense

Após seis empates seguidos, a Chapecoense busca o acesso antecipado à Série A. O técnico Gilmar Dal Pozzo tenta dar tranquilidade ao grupo, acreditando que a confirmação virá “no momento certo”. André Paulino e Fabinho Gaúcho voltam ao time.