SELO TAMO JUNTO PARANÁ CLUBE

Quem acompanhou a partida entre Paraná Clube e Santa Cruz na última terça-feira (14), no estádio do Arruda, se deparou com um time paranista jogando muito abaixo do esperado, especialmente levando-se em conta as situações opostas da equipe no certame.

Enquanto o clube pernambucano já estava rebaixado e corria o risco de nem entrar em campo, o Tricolor ainda tem um grande objetivo na Série B, que é voltar à elite do futebol brasileiro. A expectativa, em função desta meta, era ter um time mais voluntarioso, mas não foi o que aconteceu. A apatia dentro de campo e o placar de 0x0 fez com que adversários diretos por uma vaga na elite se aproximassem. Na última rodada, o Londrina encostou, ficando apenas dois pontos atrás.

“A gente sabe que não fez um jogo bom tecnicamente. O campo estava abaixo do que estamos acostumados e o clima também era diferente”, tentou justificar o volante Leandro Vilela.

Para o jogador, no entanto, a ansiedade foi o fator determinante para o mau desempenho em campo. “A ansiedade pode ter nos atrapalhado na hora do passe melhor, da opção melhor para a jogada. Neste momento cabe a nós sermos frios e calculistas para confirmarmos o acesso”, completou ele.

Confira a classificação completa da Série B

Apesar da má impressão deixada contra o Santa, o Paraná Clube ainda segue no G4 e depende apenas de si para confirmar o acesso. “Agora é manter a concentração, descansar e buscar fazer um jogo melhor em Maceió e mesmo que não consiga um grande resultado, sair de lá com pontuação”, acredita Vilela. O compromisso contra o CRB é neste sábado (18), a partir das 17h30, no Estádio Rei Pelé.