A vitória por 1×0 sobre o Londrina, na noite de segunda-feira (28), fez o Paraná Clube encostar novamente no G4 da Série B. São mais seis jogos pela frente e, a partir de agora, além das boas apresentações, o Tricolor terá que jogar com a calculadora nas mãos. O técnico Matheus Costa não escondeu a importância do resultado conquistado contra o Tubarão e já faz a projeção para as próximas partidas.

De acordo com o treinador, o time paranista terá que ser perfeito nos jogos que tem dentro de casa, contra Vitória, São Bento e Botafogo-SP. Além desses duelos, o comandante sabe que a equipe não pode pensar em perder os confrontos diretos que terá contra América-MG e Atlético-GO, longe da Vila Capanema.

“Temos nossos jogos em casa e temos que conquistar as vitórias. Temos também duas finais fora de casa, contra América-MG e Atlético-GO, onde não podemos perder. Se perder, os rivais, que estão brigando pelo G4, acabam somando os três pontos. São jogos muito importantes e que temos que estar mentalmente preparados para esse tipo de situação. Contra São Bento e Vitória, dentro de casa, serão jogos parecidos com o que encontramos contra o Londrina. São times que se conquistarem um ponto é de fundamental importância”, afirmou o treinador.

Diante do Londrina, o Paraná teve algumas mudanças na escalação e conseguiu ter um poder de criação. Só que faltou mais capricho para aproveitar melhor as inúmeras oportunidades que foram criadas. Assim, o time paranista teve um sofrimento desnecessário e o setor ofensivo é algo que precisa ser trabalhado para as seis decisões que o clube terá pela frente até o final da Série B.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Trabalhamos sempre para criar mais chances para nossos jogadores ofensivos. Mais uma vez eles tiveram as chances, mas a gente não conseguiu ampliar o placar. Mas vou ficar muito satisfeito se a gente conseguir vencer todos os jogos até o final por 1×0. Temos que aproveitar as chances e diminuir as oportunidades do adversário. Vamos nos preparar jogo a jogo e buscar a pontuação necessária”, emendou Matheus Costa.

Novidades no time, os meias João Pedro e Matheus Costa voltaram ao time titular e renderam elogios do técnico. Os dois deram mais criação ao meio de campo do Tricolor. Além deles, o lateral-direito Léo Príncipe também foi a surpresa entre os 11 iniciais e deu conta do recado.

“O João é um excelente jogador, que se dedica e tem prazer por estar no Paraná. Só que ele precisa de algumas situações. Se destacou em 2017 por ter o Cristovam, que fazia a ultrapassagem. Hoje (ontem) entrou o Léo Príncipe para fazer isso. Outra situação é ter o rendimento de um camisa 10. O Matheus Anjos é um 10 que dispensa comentários. Produz em campo e nesse jogo rendeu muito”, finalizou o comandante paranista.