Depois de três jogos à frente do Paraná Clube e com a difícil missão de livrar o time do rebaixamento, o técnico Claudinei Oliveira tem reclamado constantemente das atuações das arbitragens nos jogos do Tricolor. O treinador contestou as decisões tomadas pelo árbitro André Luiz de Freitas Castro, de Goiás, na derrota sofrida para o Corinthians por 1×0, no último sábado (25), em São Paulo, e cobrou a escalação de árbitros Fifa nos jogos do time paranista, especialmente fora de casa.

“As decisões foram bem ruins para nós. Sem julgar má intenção, mas não foram iguais para os dois lados. Tem que tentar entender o critério. Coloca um árbitro Fifa para apitar quando a gente joga fora de casa. A gente não tem mais o que fazer. O presidente esteve na CBF e conversou, cobrou”, apontou ele.

De acordo com Claudinei Oliveira, faltou critério ao árbitro no aspecto disciplinar. Segundo ele, o volante Douglas, do Corinthians, merecia ter recebido o cartão vermelho ao fazer uma falta próximo a área. O jogador já tinha cartão amarelo e não foi advertido pela arbitragem.

O comandante paranista, por isso, também questionou a expulsão do volante Leandro Vilela, já no segundo tempo da partida. No entanto, essa reclamação não tem tanto fundamento, já que o jogador, que já tinha cartão amarelo, deu um carrinho e atingiu apenas o atleta corintiano.

Claudinei esperou a saída do árbitro André Luiz de Freitas Castro, mas afirmou que preferiu não protestar a fim de evitar problemas no futuro. “Cumprimentei só, falei nada não. Nada que falasse ia mudar o que aconteceu no campo. Se falasse algo iria dar a chance de ele colocar na súmula. Ele não saía do campo, ficou 10 minutos para sair, não sei se a consciência pesou ou a perna não se mexia direito”, concluiu o treinador.

Confira a classificação completa do Brasileirão

Antes desse jogo, Claudinei já havia falado da arbitragem na derrota sofrida para o Internacional por 1×0, em Porto Alegre, e no empate em 1×1 diante do São Paulo, no meio da semana passada. No duelo contra o tricolor paulista, o treinador reclamou de um empurrão que não aconteceu de Rafael Grampola e que daria o rebote para Alex Santana fazer o gol da vitória paranista.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!