O Paraná Clube nunca foi para uma partida fora de casa tão confiante nesta Série B do Campeonato Brasileiro como vai agora para o duelo deste sábado (5), diante do Boa Esporte, em Varginha. O Tricolor, na porta do G4 e em grande momento, depois de conquistar duas goleadas, contra Santa Cruz e CRB, na Vila Capanema, vai tentar sustentar o bom futebol apresentado nas últimas jornadas e reforçar o modelo de jogo imposto pelo técnico Lisca.

Com as mesmas peças utilizadas pelo técnico Cristian de Souza, demitido do comando da equipe, o time paranista saiu da parte debaixo da classificação e passou a lutar definitivamente pelo acesso. O treinador pontuou a doação do grupo diante do CRB e reforçou a busca pelo padrão de jogo na sequência da competição.

“Temos que buscar um padrão de atuação, uma força coletiva e nos doamos muito na partida (contra o CRB). Cada jogo alguém tem uma importância. O Robson ficou chateado que não marcou, mas falei para ele que não (precisa) porque está ajudando muito o time. É um encaixe de peças”, apontou o treinador, que projeta dificuldades neste duelo contra o Boa Esporte.

“É difícil pelas condições. Estamos bem adaptados ao nosso estádio e o campo é muito bom. Já em outros estádios nós não temos essas condições, o estádio do Melão é estreito e vamos enfrentar um time muito competitivo, que é treinado pelo Nedo Xavier. Temos que buscar consistência e variamos de acordo com o que o jogo pede”, enfatizou o comandante paranista.

Confira a tabela completa da Série B!

Para este compromisso, Lisca terá novamente à disposição o lateral-direito Cristovam, que cumpriu suspensão diante do CRB. O volante Gabriel Dias e o meia João Pedro, que foram vetados pelo departamento médico do último jogo, podem retornar, mas ainda dependem do aval dos médicos. Por conta das dúvidas, o técnico não revelou a formação que pretende utilizar, mas não deve fazer muitas mudanças em relação à base que vem mandando a campo.