Mesmo que o Paraná Clube já esteja rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro de 2019, o técnico Dado Cavalcanti não quer que seu elenco relaxe nessa reta final de Série A. Vindo de vitória em cima do América-MG no último sábado (10), o Tricolor tem ainda cinco rodadas para fechar a temporada e se depender do treinador, o time vai arrancar mais alguns pontos nessa reta final.

“Essa vitória não pode provocar relaxamento, porque não existe mais objetivo. Gosto de desafiar os atletas, de provocá-los para que os caras comprem a ideia e não relaxem”, explicou Dado.

+ Leia mais: Paraná dá exemplo do que pode pintar em 2019

O time vinha de uma sequência incômoda de 18 jogos sem vencer e o triunfo, ainda que não mude a condição da equipe, afundada na lanterna da competição, trouxe uma certa esperança de que em 2019 a realidade do Tricolor possa ser outra, já que alguns atletas da base estão sendo utilizados e vistos como promessas.

“Fizemos opções de trazer jogadores da base e creio que no jogo de hoje (sábado) foi um retrato fiel da condição das últimas semanas”, falou o comandante. O gol da vitória foi assinalado pelo atacante Andrey, e o passe foi de Rodrigo Carioca, ambos jogadores das categorias de base do clube.

+ Confira: Revelação do Tricolor faz primeiro gol como profissional

Para fechar o ano, o Paraná encara o Atlético-MG nesta quarta-feira (14), na Vila Capanema, depois vai a Londrina enfrentar o Palmeiras, então vai a Fortaleza, disputar com o Ceará, na sequência duela com o Botafogo, no Engenhão, e fecha 2019 em casa, enfrentando o Internacional.

Nos confrontos que restam, alguns tendem a ser bem complicados, já que os adversários brigam pelo topo da tabela, como o Palmeiras (que está próximo ao título), Inter (em segundo na classificação) e Galo (que quer garantir vaga no G6) ou até mesmo lutam pela fuga do rebaixamento, como Ceará e Botafogo.

+ Veja a tabela e a classificação do Brasileirão!

Os duelos desafiadores que o time terá nessa despedida da elite do futebol, poderá servir de motivação ao elenco, como comentou o treinador.

“A partir do momento que não temos mais chances, foram criados alguns objetivos para motivar os jogadores e desafiá-los. Já interrompemos essa sequência de jogos sem vencer e agora é propor novos desafios para fazer com que a gente consigo trazer essa pegada”, finalizou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!