A goleada por 4×0 sobre o Guarani, na última terça-feira (19), em Campinas, marcou também o retorno do atacante Robson ao Paraná Clube depois de um período no departamento médico. O jogador, no entanto, por conta da lesão, perdeu um pouco do seu espaço no time titular para Vitor Feijão, mas considera essa mudança normal diante da boa fase do Tricolor na Série B.

“Isso é normal dentro do futebol. Tenho que buscar meu espaço de volta. O (Vitor) Feijão entrou bem, correspondendo, é um grande jogador. O João Pedro a mesma coisa. Então, tenho que voltar, estar bem, estar 100% para ajudar o Paraná ainda mais”, declarou ele.

Robson se machucou no duelo contra o Flamengo, pelas quartas de final da Primeira Liga, em Cariacica, e acabou sendo substituído por Vitor Feijão. O jovem atleta paranista aproveitou a chance e ganhou a vaga entre os titulares.

De volta ao time pouco mais de duas semanas no departamento médico, o atacante comemorou o retorno aos gramados, mas lamentou não ter feito o gol na chance que teve diante do Bugre. “Feliz por estar voltando, por ter ajudado meus companheiros, pena não ter feito o gol. O time está de parabéns pelo jogo que fez. Agora é ter calma e terça-feira tem mais um jogo importante (contra o Náutico, na Vila Capanema)”, ressaltou.

Caso Lisca

Robson vinha sendo titular sob o comando de Lisca. O então treinador foi demitido dias depois do atacante se machucar, em Belo Horizonte, horas antes da partida contra o Atlético-MG, pela semifinal da Primeira Liga. O jogador ressaltou que foi pego de surpresa com toda a confusão envolvendo a troca no comando técnico, mas fez questão de ressaltar que tudo isso já passou.

Confira a tabela completa da Série B!

“Pegou todos de surpresa. Claro que já passou. A gente tem que dar continuidade no trabalho porque o Paraná é maior do que tudo isso. Espero que o Matheus (Costa) nos ajude, que nem o Lisca ajudou e a gente continue na sequência. Isso tudo para que no fim tudo dê certo para a gente buscar o tão sonhado acesso”, concluiu.