Depois de vencer adversários diretos pelo acesso à primeira divisão (Juventude, Londrina e Guarani), o Paraná Clube terá pela frente, nas próximas duas rodadas, times que estão lutando contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. O Tricolor pega o Náutico, nesta terça-feira (26), às 20h30, na Vila Capanema, e depois o Figueirense, sexta-feira (29), em Florianópolis. Se engana, porém, quem pensa que o time paranista terá facilidade nesses dois compromissos.

“Todo jogo é difícil, ainda mais na Série B, que é competitiva do começo ao fim. Temos que estar atentos com todos. Quem está na parte debaixo da tabela tem uma vontade ainda maior, um empenho maior para sair daquela situação. A gente precisa estar mais atento e mais ligado. Muito mais ainda com o Inter, que é um jogo importante (dia 3 de outubro), mas antes temos esses dois jogos difíceis”, cravou o atacante Robson.

Agora mais consolidado dentro do G4 da Série B do Campeonato, o Tricolor tem a missão de se manter no pelotão de frente da competição. O Paraná Clube, sem dúvidas, estará mais visado pelos adversários e, segundo Robson, o time entrou no G4 para não sair mais.

“A gente queria entrar no G4, estava batendo na porta, mas sempre acabava escapando. Agora entramos e o foco aumenta, tem que ser maior, com obrigação de ganhar os jogos. Temos que estar sempre ligados, atentos, para que não saia tão cedo e, quem sabe, nem sair desse G4 até o final para conseguir esse acesso”, concluiu ele.

Confira a tabela completa da Série B!

O Náutico, próximo adversário, está na penúltima colocação, com apenas 20 pontos. O Figueirense, rival seguinte, está um pouco melhor, tem 25 pontos, mas na 18ª posição, podendo deixar a zona de rebaixamento caso vença o ABC, dentro de casa, neste sábado (23).