Conseguir bons resultados fora de casa recentemente é um dos diferenciais do Paraná Clube para ter entrado no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. A partir desta terça-feira (17), diante do Ceará, às 20h30, na Arena Castelão, em Fortaleza, e no sábado (21), contra o América-MG, em Belo Horizonte, o Tricolor precisa voltar a ser eficiente longe da Vila Capanema para seguir bem posicionado entre os primeiros colocados da competição.

Jogar longe de Curitiba, na verdade, foi um problema enfrentado antes do técnico Matheus Costa assumir o comando paranista. O time demorou para tirar o pijama e, por isso, a sua campanha como visitante não é das melhores. Em 14 partidas, são três vitórias, cinco empates e seis derrotas, totalizando rendimento de apenas 33%.

Com isso, o Paraná Clube tem apenas o décimo melhor rendimento fora de casa na Série B. Ceará, Internacional e América-MG, por exemplo, que são os outros times que estão no G4, possuem os três melhores rendimentos como visitante da competição nacional. Assim, o Tricolor consegue sustentar a sua posição no pelotão de frente por ter o melhor aproveitamento como mandante do torneio.

Matheus Costa conseguiu fazer o Paraná Clube ser eficiente nos jogos fora de Curitiba. Desde que assumiu o comando do Tricolor de forma efetiva, o treinador teve três desafios como visitante. Conseguiu vencer Goiás por 1×0, Guarani por 4×0 e, recentemente, perdeu para o Figueirense por 1×0.

O grande mérito do Tricolor nesta evolução longe da torcida foi manter o equilíbrio e o nível das atuações. O meia João Pedro destacou a capacidade do Paraná Clube de conseguir jogar em qualquer ambiente e projeta um bom resultado contra o Ceará, mesmo com a Arena Castelão lotada.

Leia também: Campeonato Paranaense de 2018 terá novo formato!

“O nosso time evoluiu muito mentalmente também e está mostrando que é capaz de jogar em qualquer ambiente. O nosso foco é buscar a vitória, já provamos que podemos jogar contra qualquer um. Vamos em busca dessa vitória, independente de estar lotado ou não. O Paraná tem time e camisa para chegar e fazer um grande jogo”, concluiu ele.