O Paraná Clube vive o dilema entre o copo meio cheio e o meio vazio. Ao mesmo tempo em que só venceu uma vez nos últimos nove jogos, está invicto há quatro rodadas. No entanto, nesta nova sequência sem perder, o Tricolor somou apenas 50% de aproveitamento, com uma vitória e três empates.

Além disso, com o empate em 1×1 com o Vila Nova, na última sexta-feira, na Vila Capanema, a equipe paranista aumentou ainda mais a coleção de tropeços contra adversários que estão na parte de baixo da tabela. Se pegarmos todos os clubes da segunda parte da classificação, o Paraná jogou 11 vezes, somando apenas duas vitórias, seis empates e três derrotas, conquistando somente 36,3% dos pontos disputados.

+ Leia também: Matheus Costa pede paciência à torcida pro Tricolor voltar a mandar em casa

“É um somatório de tudo. A gente joga contra uma equipe que está embaixo na tabela, furamos o bloqueio deles e o ideal seria não dar o ímpeto para eles gostarem do jogo. Mas deixamos isso acontecer. E todas as equipes na Série B jogam como visitante se fechando mais, buscando o empate. É uma situação que nós temos que nos impôr”, apontou o técnico Matheus Costa.

Ainda assim, o Tricolor contou com uma ‘colaboração’ da rodada e se manteve apenas a três pontos do G4, embora tenha caído para o nono lugar. Dos cinco times que estão acima dele até o quarto lugar, nenhum perdeu, mas apenas CRB e Ponte Preta venceram.

+ TRIBUNA ESTREIA SEU PODCAST DE FUTEBOL PARANAENSE! SAIBA COMO BAIXAR E OUVIR O PODCAST DE LETRA!

Nas próximas duas rodadas, o time paranista terá dois confrontos diretos na briga por um lugar na zona de acesso. O primeiro deles é justamente o CRB, na próxima quinta-feira, às 19h15, em Maceió. Depois, no dia 14, recebe o Cuiabá, quinto colocado na tabela.

“Temos que procurar reverter esta nossa situação em Maceió e buscar lá estes três pontos perdidos em casa. Temos que pensar em pontuar a cada rodada”, apontou o treinador.

+ Confira a classificação completa da Série B!

E neste caso, o desempenho do Paraná contra as equipes da parte de cima da classificação é animador. Contra os oito clubes que estão à sua frente, o Tricolor venceu cinco, empatou com um e perdeu para outros dois, tendo 66,6% de aproveitamento. Sem falar que, o único triunfo que teve nas últimas nove partidas, foi contra o Botafogo-SP, que estava à sua frente na tabela naquela rodada (sétimo contra nono). O que pode ser um alento e uma expectativa de que, daqui pra frente, a situação possa melhorar.