Ele tem apenas 18 anos. É cria do futsal paranista. É piá da Kennedy. O agora volante Jhonny Lucas é uma das grandes revelações do Paraná Clube nos últimos anos e, aos poucos, está ganhando espaço no time principal do Tricolor. Titular no duelo contra o Cianorte, no último domingo, e destaque na vitória no clássico diante do Coritiba, a joia paranista se firma cada vez mais com a camisa paranista.

A meta do jogador é repetir os passos de outros grandes ídolos do clube que também deixaram as quadras para brilhar nos gramados, como Lúcio Flávio, Tcheco, Marcelo Lipatin, entre outros. A trajetória de Jhonny Lucas no Paraná Clube começou cedo.

Com apenas 6 anos, levado ao futsal do Tricolor por Mário Vieira, ou Mazola, como é conhecido, que agora é seu empresário, o jogador já encantava a todos com seu talento demonstrado nas quadras. Em um dos seus primeiros jogos pelo time paranista, o menino deixou a todos no Ginásio da Kennedy boquiabertos ao fazer um golaço de bicicleta.

Dedicação

Volante está no Paraná Clube desde muito jovem. Foto: Marcelo Andrade
Volante está no Paraná Clube desde muito jovem. Foto: Marcelo Andrade

Nas quadras, Jhonny Lucas construiu muito do que sabe. Jogou no futsal do Paraná Clube até os 15 anos, mas desde os 11 dividia suas atenções nas categorias de base do Tricolor. O jogador, na verdade, não fez o caminho que outros jogadores que surgiram bem na base paranista fizeram. Em outros casos, o clube definia o empréstimo dos atletas mais jovens para voltarem mais experientes ao clube. Isso prova que o volante é diferenciado e que renderá bons frutos ao time.

“No profissional, comecei a fazer a transição no meio do ano passado e agora me sinto bem melhor”, disse Jhonny Lucas, em entrevista exclusiva à Tribuna do Paraná. “Desde que passei a treinar com o profissional já foram cinco treinadores. Isso tudo me ajudou muito porque são técnicos com conceitos diferentes e todos conversaram muito comigo”, acrescentou.

Jhonny Lucas tem sua história pessoal e profissional toda ligada ao Paraná Clube. O jogador não esconde o desejo de fazer seu nome no futebol vestindo a camisa do Tricolor, clube que defende há 12 anos.

“O Paraná significa tudo para mim, é minha opção afinal. Estou há 12 anos no clube, a minha memória é toda no Paraná. Lembro do cheiro da quadra de futsal ,das aulas de natação, dos primeiros dias no campo, do carnaval e das férias na piscina. Enfim, o Paraná Clube é a minha vida”, contou.

Sonho

Jhonny Lucas, que vem de uma família humilde, aos poucos está conseguindo realizar seu sonho. Além de conseguir se consolidar como um grande jogador vestindo as cores do Paraná Clube, o volante quer também ajudar a sua família.

Além de brilhar no futebol, Jhonny Lucas quer ajudar a família. Foto: Daniel Caron
Além de brilhar no futebol, Jhonny Lucas quer ajudar a família. Foto: Daniel Caron

“Meu grande sonho está se realizando, que é me tornar profissional no Paraná e tendo como exemplo Lúcio Flávio, Ricardinho, Tcheco, Giuliano, Rodrigo Batata, entre tantos outros. Quero ajudar minha família. Comprar uma casa para a minha mãe é a prioridade número um e também quero pagar uma faculdade para o meu irmão”, reforçou Jhonny Lucas, que antes de deixar o Tricolor, quer gravar seu nome na história do clube.

“Não saio do Paraná mesmo tendo diversas ofertas no Brasil e exterior. É a minha opção, sei que sairei um dia, mas quero deixar meu nome gravado na história do Paraná. Essa é minha maneira de retribuir”, pontuou o jogador.

O volante Jhonny Lucas é considerado o grande talento que surgiu das categorias de base do Paraná Clube recentemente. Mesmo trilhando um caminho que tem tudo para dar certo, o jogador mantém os pés no chão, sem deixar subir a cabeça. Por isso, o auxílio de Mário Vieira como gestor da sua carreira é fundamental para que o atleta deixe de ser promessa e vire em breve uma realidade no time profissional paranista.

“Desde os 11 anos sou visto como a ‘promessa’, a ‘joia’, o ‘diamante’. Só que desde então faço um trabalho muito bom e tenho acompanhamento com nutricionista, endocrinologista e psicólogo para trabalhar isso. Não sobe na cabeça essa responsabilidade. Eu sei qual é o meu papel nisso tudo e esse trabalho é diário”, concluiu Jhonny Lucas.

A alegria de Jhonny Lucas é a esperança da torcida paranista. Foto: Albari Rosa
A alegria de Jhonny Lucas é a esperança da torcida paranista. Foto: Albari Rosa