Depois de uma sexta-feira (23) tumultuada no Paraná Clube, por conta de atrasos salariais, o time entrou em campo no sábado (24) e não saiu do 0x0 com o Criciúma, na Vila Capanema, completando sete rodadas sem vencer na Série B. No entanto, todos no Tricolor garantem que a situação financeira não tem relação nenhuma com o desempenho em campo.

“Isso está tudo resolvido já com a diretoria. Nos próximos dias vai se acertar e isso não afeta o grupo. Estamos todos focados, concentrados e passo a passo vamos conquistar os três pontos e buscar o acesso”, afirmou o atacante Rafael Furtado.

+ Leia também: Tricolor tem semana decisiva para ‘virar a página’

O volante Itaqui ressaltou que o atraso no pagamento não aconteceu só agora, mas também em outros momentos ao longo da temporada, inclusive na sequência de vitórias.

“A gente aguarda a diretoria. Essas questões já vinham ao longo do ano, não aconteceu só agora. Não é a primeira vez que está acontecendo isso aqui no ano. Infelizmente, é a realidade no Brasil. Tivemos uma conversa muito tranquila com o Leo (Leonardo Oliveira, presidente do clube)”, explicou ele.

+ Mais na Tribuna: Atraso salarial não pode ser desculpa, afirma Matheus Costa

Um dos mais experiente do atual elenco paranista, Itaqui destacou que o time precisa corresponder em campo, pois com as vitórias pode ajudar com os cofres do Tricolor e que, por isso, todos precisam estar focados em suas responsabilidades.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Lógico que cada um tem suas necessidades e aqui tudo se resolve em grupo e a diretoria já está tentando resolver a situação. Nós temos que resolver nossa parte em campo. Os jogadores geram recurso ao clube em campo. O jogador tem que ter o peso de ir e render para trazer resultados em campo”, completou o atleta.