Com 45 jogos disputados na temporada de 2019, o volante Luiz Otávio foi um dos jogadores que mais atuou pelo Paraná Clube no ano. Mesmo tendo contrato com o Tricolor para 2020, no entanto, a revelação da base paranista não seguirá no plantel.

Apesar disso, o volante se despede deixando uma herança boa ao Paraná. A sua venda para a Tombense-MG, comandada pelo empresário Eduardo Uram, serviu para que a diretoria paranista pudesse quitar algumas pendências deste ano, como os salários atrasados de funcionários.

A negociação também deixa o Paraná resguardado em caso de uma nova venda no futuro. O Tricolor manteve um percentual não divulgado. Em entrevista exclusiva à Tribuna do Paraná/Gazeta do Povo, Luiz Otávio fez um balanço de 2019, o ano em que ele mais teve oportunidades na carreira.

“A temporada foi excelente, consegui ter uma sequencia no time titular que vinha trabalhando há tempos para ter. Infelizmente, o objetivo principal, que era o acesso, não veio. Mas, no balanço geral, acho que foi positiva”, disse o volante.

Luiz Otávio lamentou apenas a situação complicada nos bastidores da Vila Capanema. O elenco conviveu com seguidos atrasos de salários. “Acho que não subimos por questão de detalhes, o time era muito bom, o grupo era unido. Mas no fim sobem apenas 4 e acabamos ficando de fora”, ressaltou.

A tendência é que o volante dispute o Campeonato Mineiro pela Tombense e seja emprestado para outro clube na sequência. “Não tenho planos no momento, meu objetivo é chegar a jogar uma Série A de um campeonato importante. Estou trabalhando forte pra isso”, declarou o atleta.

Com 22 anos, Luiz Otávio foi revelado no Durival Britto, passou pelo Athletico, fez parte do grupo do acesso do Paraná em 2017, foi emprestado a Santa Cruz e CRB no ano seguinte e finalizou 2019 como uma importante peça do Tricolor.

“Só tenho a agradecer ao Paraná. Tenho um carinho especial pelo clube e por essa torcida. Espero um dia voltar a vestir a camisa tricolor”, concluiu o volante.

+ Mais do Tricolor:

+ Parceria com Sérgio Malucelli pode fazer o Paraná se aproximar de técnico
+ Paraná Clube sofreu como mandante nas últimas temporadas
Confira o adversário do Paraná na Copa do Brasil
Ex-lateral do Paraná negocia com a Ponte