Após vencer o time do Náutico na última rodada, o Paraná tenta engatar a segunda vitória consecutiva na Segundona no confronto deste sábado (1º), às 16h30, na Vila Capanema, contra o CRB. Para essa partida, o Tricolor mantém a promoção de ingressos e aposta em estádio lotado. Outro chamativo para o jogo é a homenagem ao goleiro Marcos. Contra a equipe de Alagoas, o atleta completará 300 jogos pelo Paraná.

Se conseguir a vitória e os resultados forem favoráveis, a equipe de Fernando Diniz poderá terminar a rodada na 10ª colocação.

Diante do CRB, o Paraná terá a chance de repetir a equipe pela primeira vez na Série B. Apesar de o técnico Fernando Diniz não confirmar a escalação, a tendência é que a mesma equipe que começou jogando contra o Náutico entre em campo sem nenhuma alteração. “Provavelmente deve ser o mesmo time. Eu não sou muito de esconder a escalação, é que às vezes há dúvidas mesmo”, disse o treinador.

No CRB, o técnico Mazola Júnior não poderá contar com dois jogadores. Com dores no tornozelo e no joelho, o volante Josa está fora. Somália deve ocupar a vaga. O também volante Glaydson Almeida acumula três cartões amarelos e cumpre suspensão automática. Quem deve voltar ao time é o meia Danilo Bueno, que se recuperou de uma virose.

Campanhas

Em números, Paraná e CRB fazem campanhas parecidas na Série B. O Tricolor é o 13º colocado com 19 pontos. Soma cinco vitórias, quatro empates e seis derrotas em 15 jogos. O Galo de Alagoas vem logo atrás, na 14ª colocação, com 18 pontos. Computa cinco vitórias, três empates e sete derrotas.

Histórico

As equipes se enfrentaram quatro vezes na história. O Tricolor venceu três jogos, enquanto o time de Alagoas conseguiu apenas uma vitória. O último confronto aconteceu no dia 11 de novembro de 2012, no Estádio Rei Pelé, em Alagoas. O Paraná venceu por 2 a 0, em jogo válido pela Série B. Os gols foram marcados pelo meia Douglas Packer e pelo atacante Wellington Silva.

Curiosidade

Quem comanda o ataque do CRB é o experiente Zé Carlos (ex-Criciúma, Portuguesa e Cruzeiro). Aos 32 anos, o atacante é um dos artilheiros do certame com oito gols, atrás somente de Anderson Aquino, do Santa Cruz, que já marcou nove vezes.