Depois de registrar a sua pior campanha na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado, o Paraná Clube passou por uma grande reformulação e, com 15 reforços contratados, somente dois jogadores do time titular de 2016 permaneceram na equipe paranista, que é comandada agora pelo técnico Wagner Lopes: o goleiro Marcos e o lateral-direito Diego Tavares são os sobreviventes e devem seguir como titulares na equipe este ano.

Mesmo assim, Marcos, aos 40 anos, não ficou à disposição do treinador para o primeiro jogo-treino da temporada, no empate em 1×1 diante do Joinville, no último sábado (14), em Santa Catarina. O experiente arqueiro paranista, com dores musculares, foi poupado e deu lugar a Léo, que veio do São Paulo.

Com isso, diante do JEC, o único titular da temporada passada que atuou neste jogo-treino foi Diego Tavares. O jogador, que foi utilizado também como meia e até mesmo como atacante de velocidade pelo lado do campo, iniciou o compromisso contra o Joinville como lateral-direito.

Ainda dos jogadores remanescentes da última temporada, mas que não foram muito utilizados, iniciaram o jogo-treino o volante Leandro Vilela e o atacante Yan Philippe. O atacante Vitor Feijão, revelado pelo clube, mas que estava emprestado para o Coritiba, também iniciou como titular. Os outros sete atletas foram recém-contratados pelo Tricolor nesta reformulação que o clube está fazendo no seu elenco neste início de ano.

Antes da estreia na temporada contra o Avaí, semana que vem, pela Primeira Liga, Wagner Lopes poderá ver a equipe em ação mais uma vez. Nesta quarta-feira (18), às 16h, no CT Ninho da Gralha, acontece outro jogo-treino diante do Joinville. Desta vez, o comandante terá à sua disposição os jogadores que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior e que foram integrados ao elenco paranista.