O triunfo por 1×0 sobre o Ceará, no último sábado (1), na Vila Capanema, diminuiu a diferença do Paraná Clube para o G-4 da Série B. Além disso, a defesa voltou a passar em branco e segue como a menos vazada da competição, com sete gols sofridos, ao lado de Juventude e América-MG.

Mesmo com um desempenho fraco em campo, reafirmando o problema no ataque, o quarto pior do torneio, o Tricolor conseguiu o resultado em um gol de pênalti cobrado por Renatinho, no início da segunda etapa. Nos 45 minutos iniciais, entretanto, o Vozão teve três chances claras e Richard salvou a equipe nos chutes de Roberto.

“Tivemos bolas longas, que não foram trabalhadas. Erros de passes. Mas nosso ponto forte voltou a ser mostrado, que é a zaga. Defensivamente somos muito organizados, sofremos poucos gols e os adversários chegam poucas vezes. Eles tiveram duas, três chances em virtude de estarmos abertos e tentando propor o jogo” avaliou o técnico Cristian de Souza.

Confira a tabela completa da Série B!

Pressionado por uma vitória, o treinador aliviou um pouco o cenário e disse que não se preocupa com a permanência no cargo. O Paraná Clube, que é o sétimo colocado, com 16 pontos, três a menos que o Vila Nova, que fecha o G-4, volta a campo na sexta-feira (7), diante do América-MG, novamente na Vila Capanema.

“O bom é que voltamos a nos aproximar do G-4 e estamos no bolo, na briga. O treinador está a todo momento fazendo sua auto-análise e sendo criticado pela imprensa ou pela torcida. Isso não me tira o sono e nem preocupa. A vitória traz a torcida e o bom desempenho vai trazer mais confiança para nós e para o torcedor”, completou Cristian de Souza.