Pode comemorar, torcida paranista, o Paraná está garantido na Série B em 2017. Ops, peraí, isso não é motivo para comemorar. Mas pela campanha que o Tricolor fez neste ano é o que sobrou. Mesmo com a derrota com o Criciúma, neste sábado, em plena Vila Capanema, em 2×1, o Paraná se garantiu na Segundona pelos resultados dos times que estão na zona de rebaixamento.

Com a derrota em casa para o Criciúma, o Tricolor permaneceu em 15º lugar com 41 pontos, sete a mais que o Joinville, que é o primeiro da zona de rebaixamento. Como faltam apenas duas rodadas, o Paraná não pode mais ser alcançado. Mesmo que o Joinville vença as duas e o Tricolor perca as duas, o time catarinense chega aos mesmos 40 pontos, mas só consegue somar 9 vitórias, enquanto o representante paranaense já tem 10.

O jogo contra o Criciúma foi horrível. Na tentativa de conquistar os três pontos, o técnico Roberto Fernandes armou um esquema com apenas um volante, Anderson Uchôa. E não deu certo. O Paraná foi envolvido pelo adversário, que encontrou muitos espaços e não demorou para abrir o placar.

Depois de uma jogada no ataque, a bola foi levantada na área do Paraná e Rafael Carioca tentou cortar, mas pegou mal na bola e ela sobrou no jeito para o atacante Bruno Baio pegar de primeira e colocar no canto do goleiro Marcos. O gol deixou o Paraná ainda mais atordoado. O time de Roberto Fernandes não conseguia se encontrar em campo.

No ataque, Lúcio Flávio e Fernando Karanga fechavam sempre pelo meio, não dando opções pelos lados. Chegou a acertar a trave num chute de Nadson e perdeu um gol feito com Fernando Karanga, que tentou encobrir o goleiro Luís, mas não passou disso. Já o time catarinense teve boas chances de ampliar ainda no primeiro tempo.

Na volta do intervalo, para “facilitar” ainda mais as coisas, Fernando Karanga foi expulso por reclamação. Mesmo com um jogador a menos, o Paraná conseguiu empatar. Após uma cobrança de escanteio de Nadson, Leandro Silva apareceu no meio da área e mergulhou de cabeça para vencer o goleiro Luís e deixar tudo igual.

Só que a empolgação durou muito pouco. Cinco minutos depois do gol de empate, João Paulo segurou o atacante Bruno Baio pela camisa dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Roberto cobrou e fez o segundo do Criciúma. Ainda deu tempo para o atacante Lúcio Flávio ser expulso também, assim como o zagueiro Diego Giaretta, do time catarinense.

Agora o Paraná fecha sua participação na Série B contra o Ceará, em Fortaleza e depois recebe o Tupi, na Vila Capanema, na última rodada.

FICHA TÉCNICA

Série B

2º Turno – 36ª Rodada

Paraná Clube 1×2 Criciúma

Paraná Clube

Marcos; Leandro Silva, Pitty, João Paulo e Rafael Carioca (Henrique Gelain); Anderson Uchôa (Wellington Reis), Nadson, Diego Tavares e Murilo (Yan Philippe); Lucio Flavio e Fernando Karanga.

Técnico: Roberto Fernandes

Criciúma

Luiz; Ricardinho; Raphael Silva, Diego Giaretta e Rômulo (Thiago Humberto); Nathan, Ruan, Douglas Moreira e Caíque Valdivia (Juninho) ; Roberto e Bruno Baio (Jheimy).

Técnico: Roberto Cavalo

 

Local: Vila Capanema – Curitiba (PR)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Gols: Bruno Baio aos 10 do 1º tempo, Leandro Silva aos 24 e Roberto aos 29 do 2º tempo.

Cartões amarelos: Ricardinho, Diego Giaretta, Bruno Baio, Fernando Karanga, Lúcio Flávio, Murilo

Expulsão: Fernando Karanga, Lúcio Flávio, Diego Giaretta

Público pagante: 1.264

Público total: 1.987

Renda: R$ 16.895,00