Prestes a voltar a campo depois da parada do Campeonato Brasileiro por causa da Copa do Mundo, o Paraná Clube pretende continuar na crescente que vinha antes da intertemporada. Permanecendo por várias rodadas na zona de rebaixamento, o Tricolor teve uma reação e subiu duas posições, conseguindo duas vitórias, um empate e duas derrotas nas últimas quatro partidas. O primeiro compromisso do time será contra o Vitória, em Salvador, nesta quarta-feira (18).

Esperando uma nova postura da equipe no retorno à competição, o técnico Rogério Micale garantiu que o elenco vem aprendendo com os momentos difíceis que está passando para se recuperar o quanto antes.

“Realmente é ruim, nenhum clube quer estar naquela zona, mas a gente sempre tem que ver o lado positivo. Nós estamos ganhando uma casca e estamos trabalhando para que isso seja revertido. Vivemos 11 rodadas das 12 na zona de rebaixamento e dentro dela demostramos um crescimento. Éramos últimos, conseguimos passar um adversário e depois outro. E tudo isso vai nos fortalecendo”, explicou o comandante.

Na opinião do treinador, o mais importante é não deixar nenhum dos clubes que estão com menor pontuação se distanciarem. Isso porque, para o técnico, na fase final do campeonato outras equipes podem não saber lidar com a pressão, enquanto o Paraná Clube já estará experiente com a situação e terá vantagem.

Confira a classificação completa do Brasileirão

“A gente sabe que nossa luta vai ser intensa. Não podemos deixar ninguém desgarrar ali da saída. Até porque na reta final se a gente mantiver um padrão e entrar na zona de rebaixamento, outras equipes que não estão habituadas com a situação entram ali e não conseguem sair. Enquanto o Paraná se tornou um clube ’cascudo’, sabendo passar pelo momento difícil. Vamos tentar sair dali para não sair mais‘, finalizou ele.