Em seu melhor início de temporada nos últimos anos, o Paraná Clube segue pregando os pés no chão. Desde a diretoria, passando pelo departamento de futebol e chegando na comissão técnica. E se é preciso ter tranquilidade fora de campo, o pedido é o mesmo dentro de campo. Nada de euforia com os resultados e com a liderança no Campeonato Paranaense. É preciso estar alerta e consciente de que outros duelos difíceis virão. Um deles é o deste domingo (12), às 16h, no Olímpico Regional, contra o Cascavel. O jogo terá transmissão da RPC.

Ao dizer da dificuldade do jogo contra a Serpente, o técnico Wagner Lopes resume o pensamento dele sobre o momento do Tricolor e sobre o Estadual. “É um campeonato muito difícil. Precisamos pontuar na maioria dos jogos, a gente quer jogar para vencer. A gente sabe a dificuldade, calor, distância e logística complicada”, comentou. Isto porque são viagens longas e desgastantes – ainda mais pensando que o Paraná já se programa para outro périplo, até Arapiraca, para o jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, na quinta-feira (16).

Quando fala em jogar para vencer, Wagner Lopes certamente olha para a classificação. Apesar de estar virtualmente garantido no mata-mata do Paranaense, uma vitória neste domingo pode garantir matematicamente a classificação – e, dependendo dos resultados, a abertura de uma vantagem que lhe deixará a poucos passos do primeiro lugar na fase. “Vamos viajar para Cascavel, respeitar o adversário, mas buscar o resultado positivo”, garantiu o técnico.

Preocupado com a sequência de jogos e alarmado após o desgaste extremo na partida contra o Bahia, o treinador paranista desistiu de dar ritmo aos titulares. “Nosso time está bem cansado porque a entrega foi realmente muito grande e a gente precisa levar o lado físico em consideração, ainda mais com a longa distância que precisa ser percorrida para Cascavel”, diz Wagner Lopes, citando a viagem de ônibus até o Oeste como outro complicador. “Você sente o cansaço, muito tempo sentado, joelho dobrado. É difícil. Após essa viagem, o ideal seria que você treinasse, desse uma suada. Mas é difícil arrumar campo”, lamentou.

Por isso, vai o time reserva. Mas é um “reserva especial”, porque os dois nomes mais importantes do elenco estarão em campo. Como Léo será preservado, Marcos retoma seu posto no gol paranista. E já que está suspenso na Copa do Brasil, Renatinho está confirmado como titular. Chance para o torcedor ver de novo o principal jogador do Paraná Clube em 2017.

Ficha técnica

PARANAENSE
1ª Fase – 7ª Rodada

CASCAVEL x PARANÁ CLUBE

Cascavel
Darci; Raulen, Natan, Henrique e Marco Tiago; Jeferson, Sorbara, Éverton Dias e Léo Maringá; Laionel e Wesley.
Técnico: Agenor Piccinin

Paraná
Marcos; Leandro Vilela, Artur, Rayan e Kaike; Johny, Guilherme Biteco, Alesson, Renatinho e Bruno Cantanhede; Felipe Alves.
Técnico: Wagner Lopes

Local: Olímpico Regional (Cascavel)
Horário: 16h
Árbitro: Rogério Menon da Silva
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Flavio Augusto Alves