Um dos novos reforços que deveriam chegar ao Paraná Clube, o zagueiro Éder ainda não se apresentou no CT Ninho da Gralha e existe a possibilidade de que ele sequer chegue a atuar no Tricolor. O jogador de 24 anos viria ao time paranista no ‘pacotão’ de cinco atletas emprestados pelo Athletico, em uma negociação entre as diretorias, mas existe interesse de outros clubes pelo defensor, como Juventude e Sport.

+ Leia também: Artilheiro do Tricolor se arrepende de polêmica e quer deslanchar na Série B

Éder deveria reforçar o time paranista assim como os companheiros do Rubro-Negro, o goleiro Lucas Macanhan, os meias Matheus Anjos e João Pedro e o atacante Bruno Rodrigues. Com exceção do arqueiro, os demais atuaram pelo Furacão no Campeonato Paranaense. Nenhum deles teria espaço no time principal e o Athletico entrou em um acordo para um empréstimo ao Paraná Clube, que disputará, a partir deste sábado (27), a Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Mais na Tribuna: Meia rescinde com o Paraná Clube e acerta com o Londrina

Neste Estadual, Éder foi titular, atuando em 13 partidas, ficando de fora de apenas um jogo na campanha vitoriosa do Furacão, que se consagrou campeão paranaense. O jogador também teve passagem pelo Bahia e pelo Novorizontino.

Na tarde de terça-feira (23), em treino realizado no CT Ninho da Gralha, os quatro jogadores vindos do Rubro-Negro já fizeram parte das atividades, porém Éder não apareceu, assim como nos demais dias.

O defensor ainda não está 100% certo no Tricolor porque há o interesse do Juventude, que disputa a Série C, mas que firmou uma parceria com o Athletico, inclusive já levando o lateral-esquerdo Abner e o o volante Christian, que disputaram o Paranaense com a equipe de aspirantes, e o atacante Bruno Alves, que foi contratado junto ao Caxias e repassado para o time gaúcho por empréstimo.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!