O Paraná Clube está classificado para a semifinal da Primeira Liga. Com uma dose extra de sofrimento, o Tricolor segurou o Flamengo no tempo normal, empatou em 1×1, na noite desta quarta-feira (30), no Kleber Andrade, em Cariacica, venceu nos pênaltis por 5×4 e garantiu presença na próxima etapa do torneio regional. O time paranista terá pela frente agora o Atlético-MG, neste sábado (2), às 19h, em Belo Horizonte.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Dentro da sua proposta de apenas se defender, o Paraná Clube fez um jogo praticamente perfeito no primeiro tempo. O Flamengo teve a posse de bola em grande parte dos primeiros 45 minutos e dominou o Tricolor na primeira metade da partida. A primeira chance do rubro-negro carioca veio aos 9 minutos. Igor errou na saída de bola, Geuvânio aproveitou, mas bateu fraco e Richard salvou.

Preparado para jogar nos contra-ataques, o Paraná perdeu uma peça importante para a sua estratégia quando Minho saiu machucado. Vinicius Kiss entrou, mas errou as poucas bolas em que recebeu na frente. Apesar da marcação do Tricolor atrás da linha da bola, o Flamengo seguiu melhor e pressionando. Aos 16, Vinicius Júnior lançou, Felipe Vizeu passou por Richard, mas o goleiro paranista se recuperou e fez a defesa.

Aos poucos, o time paranista, além de se defender bem e de jogar até de forma organizada, passou a colocar a bola no chão e equilibrou o jogo. Mesmo assim, o Tricolor não conseguia criar perigo à meta de Alex Muralha. Apesar de ter diminuído o ritmo, a equipe carioca seguiu criando as melhores chances. Aos 40, Everton Ribeiro cruzou e Cristovam quase fez contra.

O Paraná Clube voltou do intervalo um pouco mais ofensivo e quase marcou aos cinco minutos. Depois da cobrança de falta de Renatinho, Maidana cabeceou no travessão. O Flamengo, atuando com seu time reserva, sentia a falta de entrosamento, mas era sempre perigoso com Vinicius Junior nas jogadas pelos lados do campo.

O time carioca, mais presente no ataque, abriu o placar aos 18 minutos em um lance polêmico. Geuvânio cruzou e a bola bateu no braço de Igor na área. Everton Ribeiro cobrou o pênalti com categoria e fez o primeiro. O Tricolor respondeu dois minutos mais tarde. De muito longe, Renatinho acertou um belo chute na cobrança de falta, contou com a falha de Alex Muralha e empatou.

O jogo ficou aberto. O Flamengo seguiu pressionando e empurrando o Paraná para o seu campo. O segundo gol do time carioca quase veio aos 24. Geuvânio fez boa jogada e, da entrada da área, tentou acertar o canto de Richard e por pouco não marcou. A equipe da Gávea seguiu pressionando. Aos 38, no mesmo lance, Richard salvou nos chutes de Rômulo e Vinicius Júnior. Apesar da pressão do Flamengo, o time paranista manteve a boa postura defensiva e levou a decisão da vaga para a disputa de penalidades.

O equilíbrio prevaleceu na disputa de penalidades. Nas cinco primeiras cobranças, empate em 4×4. Vinicius Junior desperdiçou para o Flamengo, em defesa de Richard, e Murilo Rangel para o Paraná ao acertar o travessão. Nas cobranças alternadas, Richard pegou chute de Lucas Paquetá e Vitor Feijão marcou o gol que garantiu o Tricolor na semifinal da Primeira Liga.

PRIMEIRA LIGA
Jogo único

Flamengo 1×1 Paraná Clube
Pênaltis:

Local: Estádio Kleber Andrade (Cariacica-ES)
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)
Assistentes: Magno Arantes Lima (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
Gols: Everton Ribeiro, 18, Renatinho, 20 do 2º;
Cartões amarelos: Maidana, Igor (PAR); Rômulo (FLA)
Público pagante:
Público total:
Renda:

Flamengo
Alex Muralha; Gabriel, Rafael Vaz, Léo Duarte (Thuler) e Klebinho; Rômulo, Márcio Araújo e Everton Ribeiro; Vinicius Junior, Geuvânio (Conca) e Felipe Vizeu (Lucas Paquetá).
Técnico: Reinaldo Rueda

Paraná Clube
Richard; Cristovam, Eduardo Brock, Maidana e Igor; Gabriel Dias, Leandro Vilela e Renatinho; Minho (Vinicius Kiss) (Vitor Feijão), Robson (Murilo Rangel) e Alemão.
Técnico: Lisca