O Executivo de Futebol do Paraná, Alex Brasil, criticou o gramado do estádio Nilton Santos, em Tocantins, que será palco do jogo contra o Palmas pela primeira fase da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (05), às 21h30.

“O Palmas é uma equipe difícil jogando em seu campo. Sabemos que vamos encarar um campo cheio de areia, mas temos que estar preparados e atentos. Independente do que venha acontecer com o clube, a gente quer buscar o resultado para dar a economia necessária para ajudar o Paraná”, disse Alex Brasil em entrevista à Rádio Transamérica Curitiba.

No meio de uma partida que pode render mais de um milhão de reais para aliviar a folha salarial do Paraná, o clube vive um dilema em relação ao seu futuro. Na última sexta-feira, investidores estrangeiros se reuniram com o presidente Leonardo Oliveira e ficaram próximos de selar uma parceria, que deve ser oficializada nos próximos dias, e render por volta de R$ 23 milhões ao Tricolor.

Por ser jogo único e ser fora de seus domínios, o Paraná precisa de um simples empate para seguir adiante na competição e enfrentar o vencedor do confronto entre Bahia de Feira de Santana e Luverdense. No Campeonato Tocantinense, o Palmas já atuou por duas vezes em 2020 e é o líder da competição, com seis pontos conquistados e nenhum gol sofrido.

+ Mais do Tricolor:

+ Paraná acredita que poderia ter saído com a vitória da Arena da Baixada
+ Assista aos gols do clássico entre Athletico e Paraná
+ Com time misto, Paraná empata com o Athletico