Pensando na temporada de 2017, o Paraná já iniciou o planejamento para a temporada de 2017. Pelo menos fora de campo. Neste sábado (26), o Tricolor anunciou a saída do superintendente de futebol Hélcio Alisk. O ex-jogador paranista chegou ao clube em junho deste ano, mas não agradou a diretoria.

“Nunca escondi que assumi a superintendência de futebol atendendo a um pedido do Carlos (Werner) e do Leonardo (Oliveira). Era uma situação passageira, que agora chega ao fim. Acertei, errei, mas posso garantir ao torcedor que fiz o meu melhor para ajudar o clube. Nestes pouco mais de cinco meses à frente do clube, fiz o possível para que ao menos fechássemos a temporada livres do descenso”, disse ele, em entrevista ao site oficial do clube.

Desta forma, aumentam as chances do também ex-jogador Tcheco assumir o cargo na diretoria do Paraná. Ele, inclusive, esteve na Vila Capanema, na sexta-feira (25), na derrota do Tricolor por 2×0 para o Tupi, no último jogo da equipe na temporada.

Novo técnico

Já para o cargo de treinador, o interino Fernando Miguel deve ser mantido como auxiliar. Embora o clube não confirme, Wágner Lopes pode ser anunciado ainda esta semana. A informação foi dada pelo site Futebol Interior. O último trabalho do técnico foi até agosto, quando comandou o Sampaio Corrêa, que acabou rebaixado para a Série C.

Além do time maranhaense, Lopes passou por Paulista, São Bernardo, Botoafogo-SP, Criciúma, Atlético-GO, Goiás e Bragantino.