Após a lesão de Vítor Feijão, que vai ficar pelo menos seis meses fora dos gramados, o Paraná Clube voltou ao mercado para reforçar o ataque. E confirmou na tarde desta quinta-feira a contratação de Nathan, 23 anos, que estava no Brasil de Pelotas. Formado na base do Internacional e com passagens pelas divisões menores da seleção brasileira, o jogador quer repetir o que fez pelo Santa Cruz em 2015 – subir para a primeira divisão.

Nathan chegou ao Paraná Clube na quarta-feira (22), e só foi anunciado depois de passar pelos exames médicos. O ambiente tricolor o lembrou o do time pernambucano há dois anos. “Já tive essa experiência do acesso no Santa Cruz, em 2015. Espero que este seja mais um ano marcante para a minha carreira”, comentou o atacante, que garante poder trazer experiência ao grupo, mesmo sendo jovem. “Fui emprestado a Porte Preta e a Santa Cruz. Mais recentemente, defendi Brasil e Ceará. Estou em plena forma e pronto para ajudar naquilo que a comissão técnica precisar”, afirmou.

No início de sua carreira no Internacional, Nathan atuava como centroavante. Mas, como profissional, passou a ser atacante pelo lado do campo, e portanto vem para disputar posição com Bruno Cantanhede, Matheus Carvalho, Jonas Pessalli e Guga. “Hoje, acho que posso render mais desta forma”, comentou o novo atacante do Paraná Clube.

Conhecidos

Aproveitando a “família Paraná Clube“, Nathan encontrou vários amigos na chegada ao Ninho da Gralha. Ele já atuou ou enfrentou paranistas com histórico no futebol gaúcho, como Eduardo Brock e Zezinho. Alex Santana jogou com ele na base do Internacional. E Guilherme Biteco é mais que amigo. “O Biteco é um irmão. Nos conhecemos desde a infância e será muito bom jogar ao lado dele”, festejou o novo jogador do Paraná Clube.