Embora tenha lamentado o erro que custou pelo menos um ponto em Cornélio Procópio, o técnico do Paraná Clube, Allan Aal, minimizou a derrota por 1×0 para o PSTC, no último sábado (22), que é o lanterna do Campeonato Paranaense.

“Vamos classificar bem no Paranaense. Mata-Mata é outra competição”, defendeu o treinador. “Se não fosse o erro de sair com a bola no pé e perder próximo da área, no mínimo o jogo terminaria 0 x0”, completou.

Para Aal, o tropeço com uma escalação praticamente toda reserva serviu para outro propósito: preparar o time para a decisão diante do Bahia de Feira de Santana, na quarta-feira de cinzas (26), pela segunda fase da Copa do Brasil.

“Tomamos a decisão de colocar atletas que não vinham atuando com frequência para dar ritmo de jogo para eles. A gente precisa dar confiança para o grupo, não usar o termo de contar com o grupo só da boca pra fora. Precisamos não só contar com os 11 jogadores (titulares), mas com todos”, afirmou ele, citando como exemplo o caso do goleiro Alisson, que se lesionou e ficará de fora por pelo menos dois meses. Com isso, o reserva Marcos passou a ser o camisa 1 do Tricolor.

Para relacionar a partida no interior do Paraná com a próxima, na Vila Capanema, o treinador ressaltou a participação do centroavante Rodrigo Rodrigues contra o PSTC – foi o único jogador que vinha sendo titular nas partidas anteriores que acabou sendo aproveitado desde o início em Cornélio Procópio.

Porém, ele acabou expulso no segundo tempo, após entrada dura no adversário. “Conversei com o Rodrigo, que era uma situação específica para ele, para readquirir confiança, ter bom desempenho, render o que ele mesmo espera. Infelizmente ocorreu o cartão vermelho”, explicou o técnico.

“Usamos essa partida para que ele pudesse estar em uma situação melhor na quarta-feira, seja desde o início ou no decorrer do jogo”, completou Aal, também citando Gustavo Mosquito e Marcelo como jogadores que entraram em campo já dentro do planejamento de “aquecimento” para o confronto com o Bahia de Feira.

+ Mais do Tricolor:

+ Conheça o investidor russo por trás da parceria com o Paraná
+ Cristian Toledo: O que interessa pro Paraná é a Copa do Brasil