Já livre de qualquer risco de queda à terceira divisão, o Paraná Clube vai cumprir tabela nas duas últimas rodadas – quando enfrenta o Ceará, fora de casa, e o Tupi, na Vila Capanema. Para o duelo deste sábado (19), às 19h30, diante do Vozão, em Fortaleza, o técnico Roberto Fernandes terá alguns desfalques para colocar o time paranista em campo neste compromisso que, para as pretensões da Série B não vale mais nada, já que a equipe cearense não tem mais chances de acesso.

Para este duelo, o técnico Roberto Fernandes, com relação ao time que perdeu para o Criciúma, em casa, no último sábado, terá três baixas. O volante Anderson Uchôa, com uma lesão na face, não joga mais neste ano. Além dele, os atacantes Lúcio Flávio e Fernando Karanga, expulsos diante do Tigre, terão que cumprir suspensão. Karanga, que levou cartão amarelo e depois levou o vermelho direto, está fora das duas rodadas finais da Segundona.

Com isso, Bob Fernandes poderá fazer alguns testes e poderá dar oportunidades para alguns jogadores que foram pouco utilizados durante a caminhada da equipe na Segundona. Para a vaga de Anderson Uchôa, o volante Jhony, revelado na base do clube e que, depois de fazer um grande jogo contra o Paysandu inexplicavelmente não atuou contra o Criciúma, deve atuar contra o Ceará.

O treinador paranista terá que reinventar o ataque para encarar o Vozão. Sem contar com Lúcio e Karanga, Roberto Fernandes tem a sua disposição os atacantes Yan Philippe, Guilherme Queiroz e Núbio Flávio. O último, inclusive, que reforçou o Tricolor para substituir Robson, negociado com o São Paulo, pouco jogou nesta Série B.

Além do duelo contra o Ceará não representar mais nada em termos de classificação para a Série B do Campeonato Brasileiro, a partida contra o Tupi, na última rodada, na Vila Capanema, também não valerá mais nada. Isto porque a equipe mineira, depois de perder para o Atlético-GO, no último sábado, em Goiânia, foi rebaixada à terceira divisão.