O Paraná Clube aumentou para seis o número de jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. O empate em 1×1 diante do São Paulo, na última quarta-feira, na Vila Capanema, manteve o Tricolor na lanterna, mas aumentou a confiança de que o time paranista pode conseguir escapar do rebaixamento à segunda divisão. O que anima os jogadores e o técnico Claudinei Oliveira é a boa atuação da equipe diante do então líder da competição nacional. Apesar de ter uma missão complicada pela frente, intramuros há uma certeza muito grande de que o clube fará um segundo turno histórico para escapar da Série B.

“Aqui dentro pode ter certeza que ninguém duvida disso. Aí fora a gente sabe que 99% das pessoas acham que a gente já caiu, que qualquer time que a gente vá jogar contra vai ganhar. Aqui dentro não. Temos a certeza que não. Jogamos de igual para igual contra o líder. Se a gente jogar assim contra os outros temos chances e aqui dentro ninguém duvida que podemos sair dessa situação”, apontou o atacante Silvinho.

O Paraná, sob o comando do técnico Claudinei Oliveira, encarou em sequência os dois primeiros colocados. O time paranista teve uma atuação consistente diante do Internacional e perdeu no último minuto de jogo, em Porto Alegre. Contra o São Paulo, a mudança maior foi na atitude da equipe em campo, que mesmo com o erro do zagueiro Cléber Reis aos 7 minutos de partida e que acarretou no gol do adversário, conseguiu manter o equilíbrio para buscar a igualdade.

LEIA TAMBÉM NA TRIBUNA: Dois novos supermercados de Curitiba devem gerar empregos na capital

“A forma que a gente sofreu o gol poderia abalar mais, mas a gente teve um poder de reação muito bom. Assimilou aquilo e buscou o gol de empate. A gente queria a vitória, mas sabemos da qualidade do São Paulo. A gente pretendia não sofrer gols, mas fizemos um jogo digno das tradições do clube, mesmo com o São Paulo completo e o Paraná cheio de desfalques. Pela situação na tabela é ruim, mas pela qualidade do adversário e pelo que a gente apresentou o empate ficou de bom tamanho”, reforçou o treinador.

Diante do São Paulo, o Paraná somou seu sexto jogo sem vitórias no Campeonato Brasileiro. O técnico Claudinei Oliveira prefere olhar para frente. Prefere, sobretudo, ver os pontos fortes do Tricolor apresentados nos jogos contra Internacional e São Paulo e dar confiança ao time paranista que, na sequência, tem duas partidas fora de casa contra Corinthians, amanhã, e Sport.

“O que ficou pra trás não interessa. Estou contando da minha chegada para frente. Nos dois jogos a gente se portou muito bem. Então, se a gente trouxe esse peso do que passou aos jogadores, aí eu estou tirando a confiança e vou estar atrapalhando do que ajudando. Fizemos dois bons jogos considerando o nível dos adversários e temos mais outro grande concorrente, onde, organizados, vamos tentar vencer o jogo. Não vamos para empatar ou perder de pouco. Vamos analisar de que forma vamos buscar a vitória e pensar o caminho e a estratégia para isso”, emendou Oliveira.

CONFIRA A TABELA E A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO!

Agora capitão do time paranista, o atacante Silvinho projeta jogo a jogo a sequência do Paraná no Brasileirão e pregou espírito de final de campeonato a partir de agora. “Me senti grato (por ter sido capitão). Tenho total confiança do grupo, da direção, da comissão que chegou agora. Vamos pensar jogo a jogo. Todo jogo é uma final. Infelizmente contra o São Paulo não conseguimos os três pontos, mas tenho certeza, se a gente continuar nessa pegada, vamos conseguir as vitórias para sair dessa situação”, finalizou o camisa 11 paranista.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!