Depois de falhar na primeira decisão que tinha diante de um concorrente direto no domingo, quando perdeu para o Sport, na Ilha do Retiro, o Paraná Clube terá que juntar os cacos, se reinventar e buscar forças para tentar voltar a vencer no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (5), às 21h, diante da Chapecoense, na Vila Capanema.

Já são oito jogos sem vitórias e, por isso, a situação na competição nacional está cada vez mais difícil. Nem mesmo uma vitória sobre o time catarinense vai ser capaz de livrar o Tricolor da lanterna, mas poderá diminuir a diferença para o primeiro time fora da zona de rebaixamento, que hoje é de nove pontos.
Durante esse período, a equipe conseguiu apenas dois pontos. Esse rendimento de apenas 8% nos últimos oito compromissos aumentaram consideravelmente o risco de rebaixamento do Paraná para a segunda divisão do ano que vem.

+ VEJA TAMBÉM:  Tricolor contrata paraguaio pra ser homem-gol

Neste intervalo, a diretoria decidiu mudar o comando técnico. Saiu Rogério Micale e chegou Claudinei Oliveira. No entanto, apesar de certa melhora nas atuações, os resultados não apareceram. Foram quatro partidas do novo treinador e apenas um ponto conquistado no único jogo realizado na Vila Capanema.

Hoje, diante da Chapecoense, o Paraná fará apenas o segundo jogo dentro de casa sob o comando de Oliveira. O resultado positivo é necessário caso o Tricolor ainda queira lutar contra o rebaixamento e diminuir as chances de queda que, segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, está atualmente em 96%.

+ LEIA MAIS: Paraná Clube faz as contas pra não cair

Também neste período, a diretoria buscou reforçar seu elenco. Trouxe, recentemente, os atacantes Ortigoza, ex-Náutico, e Deivid, ex-Red Bull-SP. O dois estão à disposição do técnico Claudinei Oliveira, já que já tiveram seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário da CBF.

Novo no elenco paranista, Deivid confia na reação do Tricolor no Campeonato Brasileiro para evitar o rebaixamento à segunda divisão. “A gente vê que o time está fazendo boas partidas, mas as coisas não acontecem, os resultados não vêm. O time é muito bom, muito qualificado. Estava acompanhando. Já já encaixa e os resultados vão aparecer, e vamos sair dessa situação em que nos encontramos”, apontou o novo atacante paranista.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Está, inclusive, no ataque, uma das dúvidas do técnico Claudinei Oliveira para o duelo diante da Chapecoense. O atacante Silvinho, com uma lesão no joelho, está fora da partida. Além dos dois novos contratados, o treinador tem também as opções dos atacantes Carlos, Rodolfo e Raphael Alemão.

A outra mudança no time paranista com relação a derrota sofrida para o Sport será no meio de campo. O volante Jhonny Lucas tomou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Leandro Vilela, que cumpriu suspensão diante dos pernambucanos, está novamente à disposição e deve formar o setor de contenção do Paraná ao lado do volante Alex Santana.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
2° Turno – 23ª Rodada

Paraná Clube x Chapecoense

Paraná Clube
Richard; Júnior, Cleber Reis, Renê Santos e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana, Caio Henrique e Nadson; Carlos (Rodolfo ou Raphael Alemão) e Rafael Grampola.
Técnico: Claudinei Oliveira

Chapecoense
Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Roberto; Elicarlos, Márcio Araújo, Canteros e Doffo; Victor Andrade e Bruno Silva.
Técnico: Guto Ferreira

Local: Vila Capanema
Horário: 21h
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!