SELO TAMO JUNTO PARANÁ CLUBE

A vitória por 2×0 sobre o Luverdense, aliado aos empates de Oeste e Vila Nova melhoraram o cenário do Paraná Clube na briga pelo G4. Restando apenas mais três rodadas para o término da Série B, o Tricolor depende apenas das próprias forças para conquistar o tão sonhado acesso, com direito até a um ‘tropeço’.

Para não contar com os seus concorrentes, o time paranista precisa somar mais sete pontos. Ou seja, duas vitórias e um empate são o suficiente. Mas a próxima rodada tem tudo para desenhar esta vaga.

O Paraná Clube pega fora de casa o já rebaixado Santa Cruz, que vive uma série crise interna, enquanto o Oeste recebe um Internacional precisando voltar a vencer para não se desesperar nesta reta final. Sexto colocado, o Londrina encara no Café um Guarani que também precisa de pontos pra afastar o perigo do rebaixamento, enquanto o Vila Nova joga suas últimas fichas contra o Figueirense, outro que ainda olha na ponta debaixo da tabela.

Em outras palavras, enquanto o Tricolor encara um adversário que não tem mais objetivos na classificação, os seus três concorrentes terão duelos complicados. Com isso, se tudo for favorável, a equipe paranista pode abrir cinco pontos do quinto colocado e, faltando a partir daí só mais seis pontos em disputa, um empate seria o suficiente para o Paraná nas duas últimas rodadas.

O Londrina cresceu de produção nesta reta final e virou um forte candidato ao acesso. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
O Londrina cresceu de produção nesta reta final e virou um forte candidato ao acesso. Foto: Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube

Na sequência, o Tricolor terá pela frente CRB, em Alagoas, e o Boa Esporte, na Vila Capanema, ambos lutando para não cair. Já o Oeste ainda tem o já rebaixado ABC, fora, e o Goiás, em casa, enquanto o Tubarão pega o América-MG, já com o acesso garantido, mas buscando o título, e o Vila Nova enfrenta o já rebaixado Náutico, fora. Porém, na última rodada os dois postulantes ao G4 se enfrentam no Serra Dourada.

Esta matemática fica ainda mais realista pelo fato de que nos anos anteriores, o quarto lugar terminou na casa dos 64 pontos, cinco pontos a mais do que o Paraná Clube tem atualmente (59). Além disso, o aproveitamento tricolor no momento é de 56,2%. Se mantiver estes números nas próximas três partidas, somará justamente cinco pontos, com uma vitória e dois empates.

Até por essa sequência na tabela e pelo rendimento em campo, o time paranista, de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, tem 69% de chances de conquistar uma vaga na elite do ano que vem. O Oeste vem em seguida com 29%, menos da metade das possibilidades do Paraná, acompanhado de Londrina, com 10%, e Vila Nova, com 4%.

Ceará

Com apenas dois pontos somados nos últimos três jogos, o Ceará também passou a ver a briga pelo G4 embolar. Atualmente, o Vozão é o terceiro colocado, com 60 pontos, apenas um a mais que o Paraná Clube. Nesta terça-feira, a equipe recebe o Paysandu, no Castelão, e uma derrota pode fazer com que ela só permaneça na quarta posição pelo número de vitórias, além de ver outros adversários encostando.

Desta forma, são cinco clubes ainda brigando por duas vagas. Mas a situação do Ceará ainda é a mais tranquila, pois pega ainda um Criciúma apenas cumprindo tabela e depois o já rebaixado ABC. Assim, tem 89% de chances de subir.

Confira a reta final de todos os concorrentes pelo G4:

Paraná Clube
Santa Cruz – fora
CRB – fora
Boa Esporte – casa

Oeste
Internacional – casa
ABC – fora
Goiás – casa

Vila Nova
Figueirense – casa
Náutico – fora
Londrina – casa

Londrina
Guarani – casa
América-MG – casa
Vila Nova – fora

Ceará
Paysandu – casa
Criciúma – fora
ABC – casa