Entre as promessas da base do Paraná Clube que despontaram no ano passado, o atacante Rodrigo Porto é o único que atualmente vem tendo mais chance no elenco principal. O jogador iniciou entre os titulares no empate em 0x0 com o América-MG, na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e poderá, novamente, estar entre os 11 iniciais no próximo compromisso do time. O Tricolor tem pela frente o Vitória, no sábado (10), em Salvador, e precisará superar a má fase de três jogos sem vencer ou marcar gols para continuar próximo ao G4. Com 23 pontos, a equipe paranista está na sexta colocação.

Porto tem 20 anos e esta já é sua quarta temporada no Tricolor. Sua estreia no elenco profissional aconteceu no ano passado, na Série A. O então técnico Dado Cavalcanti, com a situação do time já encaminhada para o rebaixamento, passou a dar oportunidade para atletas das categorias de base. O objetivo era testar essas peças e até prepará-las para que no ano seguinte estivessem prontas para atuarem no time principal. O atacante entrou em campo em 2018 nas rodadas contra América-MG e diante do Atlético-MG, com duas derrotas por 1×0. No jogo com o Galo ele começou na titularidade.

+ Leia mais: Lateral-direito ganha nova chance no Paraná contra o Vitória

As outras crias do Ninho da Gralha que também tiveram chance com Dado Cavalcanti foram o volante Jhonny Lucas, os meias Alesson e Gabriel Pires e os pontas Andrey e Keslley. Desses, os dois últimos foram para o Internacional, Gabriel Pires está no sub-23 e Jhonny Lucas está muito próximo de ir para a Europa.

Apenas Alesson e Porto seguem no grupo principal. Alesson até teve mais chances neste ano como um todo e soma 19 partidas e dois gols marcados em 2019 com jogos no Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e Série B, mas perdeu espaço e vem ficando no banco. Após uma sequência de oito jogos na reserva, ele entrou em campo já nos minutos finais do confronto com o Coelho, na última rodada. O jogador perdeu espaço sobretudo para as novas contratações da equipe.

+ Confira a classificação completa da Série B

Já Rodrigo Porto soma 12 jogos (cinco pelo Estadual e sete pelo Brasileiro) e nenhum gol assinalado. O titular na ponta esquerda é Bruno Rodrigues, mas com o jogador em recuperação de um edema na coxa, a oportunidade de estar entre os titulares surgiu. Bruno viajará com a delegação para Salvador, mas ainda não está confirmado se vai começar jogando. Com isso, Porto pode começar em campo, uma ótima oportunidade para que ele possa mostrar um pouco mais seu futebol. O atacante garantiu que está muito determinado a contribuir com o time que o revelou. “O Paraná é o clube que eu fui revelado, estou há quatro anos aqui, vou focar 100% no meu trabalho e vou buscar o acesso com o grupo”, disse Porto.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!