A política de boa vizinhança protagonizada pelo Paraná Clube agitou o futebol paranaense nesta sexta-feira (16). Ao mesmo tempo em que recebeu um jogador do Atlético, o meia-atacante Giovanny, o Tricolor liberou Ítalo para o Londrina, o adversário deste sábado (16) pela Série B do Campeonato Brasileiro. O “troca-troca” vem às vésperas do final do período de inscrição de jogadores para a temporada.

Giovanny, de 19 anos, ganha a oportunidade de jogar mais vezes no Paraná. No Atlético, ele ficou em segundo plano depois da chegada de Lucas Fernandes e da fixação de Sidcley como meio-campista. Revelado na base rubro-negra, é presença constante nas seleções de base – participou da última competição oficial da seleção sub-20, o Sul-Americano de março, no Equador.

Ele chega para suprir a ausência de Minho como jogador de velocidade e transição – o meia titular do Paraná sofreu uma lesão no joelho e só volta no ano que vem. Com a lesão de Robson, a chegada de Giovanny é mais importante, além do retorno de Felipe Alves, que teve seu nome “republicado” no Boletim Informativo Diário da CBF nesta sexta. Quem também apareceu no BID foi Leandro Vilela, que recentemente renovou contrato. O meia-atacante já está treinando sob o comando de Matheus Costa.

Saída

O “jogador da lambreta” agora veste a camisa alviceleste. Ítalo, um dos destaques do Paraná no Campeonato Paranaense, perdeu muito espaço depois de uma lesão que sofreu e agora foi negociado com o Londrina – o contrato dele com o Tubarão é de três anos. O lance que notabilizou o atacante foi ainda na primeira rodada do Campeonato Paranaense, contra o Foz do Iguaçu, quando perto da linha de fundo Ítalo deu uma lambreta que virou chapéu em cima do defensor.