O Paraná Clube se despediu precocemente do Campeonato Paranaense e, com isso, alcançou o seu segundo pior aproveitamento na competição na última década. O ano de 2019 só não foi pior, em termos de Estadual, quando comparado com 2011, ocasião em que o time foi rebaixado à Série Prata da competição.

+ Leia mais: Matheus Costa pega um Paraná completamente diferente

O time que já viveu uma era de ouro na década de 1990, com o título de 1991, menos de dois anos depois de ter sido fundado e, principalmente, com a supremacia do pentacampeonato paranaense – 93, 94, 95, 96 e 97 – vive uma dura realidade e sequer tem chegado à final do Estadual.

Sem vencer o Paranaense desde 2006, o Tricolor desde então pena pra conseguir bons resultados na disputa. Porém, ainda que a torcida crie expectativas a cada início de temporada, o time não tem chegado nem perto do título.

+ Veja ainda: Matheus Costa é o 15º técnico do Paraná Clube em quatro anos

Neste ano, em sua última participação, o time somou em 11 jogos, quatro vitórias, três empates e quatro vitórias, o que resulta em um aproveitamento de 45,5%. Esses resultados só não são piores do que o estadual de 2011, quando o time, em 22 jogos, conquistou seis vitórias, cinco empates e 11 derrotas. O aproveitamento, na ocasião, foi de 34,8%.

Nesse período de dez anos, o mais próximo que o time chegou a uma conquista foi em 2016, quando disputou a semifinal. Na disputa de pênaltis, diante do Athletico, o tricolor perdeu a chance de disputar o título com o Coritiba. Naquele ano, foram oito vitórias confirmadas com três empates e quatro derrotas, o que resulta em 60% de aproveitamento.

Ainda que tenha caído ainda nas quartas de final, o ano de 2017 também trouxe ao time um bom aproveitamento. Em 13 jogos, o Tricolor conquistou 9 vitórias, o que significou 74,4% de rendimento.

+ Também na Tribuna: Paraná Clube anuncia Matheus Costa como seu novo treinador

Em 2014, o Tricolor chegou a empolgar seu torcedor a acreditar que daquela vez chegaria lá. O time aplicou 4×1 em cima do Furacão na última rodada da fase de grupos, mas na etapa eliminatória, contra o próprio Rubro-Negro, foi eliminado e deu adeus à disputa da final. No ano seguinte, o time caiu nas fases finais para o Operário, que viria a ser campeão daquela edição.

Porém, a participação mais lamentável da equipe no Paranaense, sem dúvidas, foi o ano de 2011. Na ocasião o Paraná se atrapalhou todo diante de rivais e chegou a sofrer uma goleada de 5×1 do Athletico. Para se ter uma ideia do péssimo rendimento, no primeiro turno, em 11 jogos, o time venceu apenas o último. A equipe conseguiu a façanha de cair com uma rodada de antecedência antes mesmo do fim da competição.

Em 2012, o time se consagrou o melhor da série prata do Estadual, mas sem nenhum alarde, já que os rivais da disputa eram times pouco expressivos como o extinto Cincão e o Junior Team.
Restando apenas a expectativa pelo ano que virá, o torcedor paranista vai precisar continuar aguardando o início de mais uma temporada para seguir acreditando que o título virá.

web_aproveitamento_pr

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!