O Paraná Clube está próximo de oficializar, enfim, a venda do meio-campista Jhonny Lucas, 18 anos. O jogador deve se transferir para o Braga, de Portugal. A informação foi divulgada pelo Uol e confirmada pela Tribuna do Paraná. O valor da negociação ficará em aproximadamente 3,5 milhões de euros, ou R$ 14,9 milhões, a maior da história do clube, com o pagamento tendo a seguinte divisão de parcelas: uma de 2 milhões de euros agora e outra de 1 milhão em junho. Os outros 500 mil ficam condicionados às metas do jogador pelo time português, que estuda se traz ele agora ou segue atuando no Paraná até a metade do ano.

De acordo com o balanço financeiro de 2017, o Tricolor tem 71% dos direitos econômicos do meio-campista. Em março de 2018, por outro lado, houve uma renovação de contrato e a divisão ficou em 90% para o clube e 10% para o jogador. A proposta da equipe lusitana é por 100%, mas existe a tentativa de manter um percentual para venda futura, além do mecanismo de solidariedade da Fifa pela formação. Vale lembrar que é preciso descontar os impostos e o percentual de intermediação do negócio, que varia entre 7% e 10%.

+ Leia mais: Dado Cavalcanti se empolga em entrevista e dá “escorregada”

Procurado pela reportagem, o empresário Mario Vieira, o Mazola, não confirmou a venda e disse que ainda espera um retorno.
Já o presidente Leonardo Oliveira, que não atendeu as tentativas de ligações, está na Europa há duas semanas e saiu do Brasil com uma proposta aceita de 4 milhões de euros da Itália, mas a situação não evoluiu em solo europeu. Juventus e Fenerbahçe, da Turquia, que demonstraram interesse, também não oficializaram nada no papel.

Assim, o dirigente paranista e o grupo de Jorge Mendes, empresário que representa o badalado Cristiano Ronaldo, tiveram que buscar outra solução e, por isso, a viagem está sendo mais prolongada que o previsto. Com bom trâmite no futebol português, o empresário ofereceu o jogador e o Braga, que busca um atleta para a posição, aceitou o negócio.

+ Confira a tabela e a classificação do Campeonato Paranaense!

A expectativa do clube era de receber 8 milhões de euros, com uma variável de diminuir para 6 milhões. Entretanto, o volante não foi convocado para o Sul-Americano Sub-20 pelo Brasil, que está sendo disputado neste mês, e o fato desvalorizou o atleta no mercado. Aliado a isso, a necessidade do time paranaense em vendê-lo para fazer caixa também influenciou em aceitar uma oferta menor do que o esperado.

Com a venda sendo concretizada, o Paraná fica aliviado para toda a temporada. A negociação de Jhonny Lucas era fundamental para o pagamento de débitos do ano passado e de um fôlego financeiro em 2019.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!