O Paraná terminou a preparação para o início da temporada. Na quarta-feira (18), o Tricolor fez o último jogo-treino antes da estreia oficial em 2017, diante do Avaí, na próxima quarta-feira, às 19h, na Vila Capanema, pela primeira rodada da Primeira Liga. Foram dois testes diante do Joinville, onde o técnico Wagner Lopes testou 23 jogadores – inclusive o zagueiro Alisson, que não está nos planos do clube – no total e já vai esboçando uma formação titular.

Nas duas partidas, nove atletas começaram o primeiro tempo: Léo; Diego Tavares, Airton, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela e Alex Santana; Yan Philippe e Vitor Feijão. Em relação a um jogo para outro, Jonas Pessalli e Ítalo deram lugar para Renatinho e Matheus Carvalho. O último, inclusive, foi bem no primeiro teste, quando marcou o gol do empate em 1×1.

Neste segundo amistoso, o Tricolor venceu por 3×2. Com a formação, na teoria, titular – a do primeiro duelo – um empate em 1×1, com gol de Yan Philippe. O triunfo foi garantido na etapa final, com gols de Ítalo e Jonas Pessalli, justamente os que perderam a posição de um duelo para outro. Uma situação que acaba acirrando a disputa por uma vaga na equipe e aumentando o nível de competividade.

E a ideia do treinador era justamente conhecer o elenco que tem em mãos e vê-los em ação. Neste ponto, o objetivo foi traçado e agora ele quer usar a reta final de preparação para definir a equipe que irá jogar diante do Avaí.

“A titularidade, na minha ótica, depende muito do trabalho e temos ainda mais seis dias de trabalho antes da partida. Acho que quem está tendo a oportunidade de brigar pela titularidade precisa provar todo dia e medir forças com que também está brigando pelo espaço. Temos jogadores com potencial muito grande, então temos que passar confiança”, afirmou o comandante paranista, em entrevista à Banda B.

De qualquer maneira, até lá podem ter mais mudanças na equipe titular. O goleiro Marcos, por exemplo, que não jogou a primeira partida, atuou entre os reservas na quarta-feira, uma vez que ainda está adquirindo a melhor forma física. Dos garotos que vieram da Copa São Paulo, apenas Dias entrou em campo. Wagner Lopes reforçou que a titularidade será disputada ao longo de todos os dias, e não se baseando apenas nos testes contra o JEC.

“Não tem dono de posição absoluto. Todo mundo precisa provar todo dia que merece essa vaga trabalhando arduamente. Gosto de falar de meritocracia e é assim que queremos trabalhar”, explicou.