Uma queda de produção brutal no segundo tempo foi determinante para a primeira derrota do Paraná Clube na Série B do Campeonato Brasileiro. Após ter feito uma boa etapa inicial contra a Ponte Preta, no último sábado, em Campinas, o Tricolor foi irreconhecível nos últimos 49 minutos e acabou levando a virada por 4×2.

+ Leia mais: Paraná Clube perde a invencibilidade dentro da Série B

Para o técnico Matheus Costa, o Paraná acabou falhando novamente nas conclusões de algumas jogadas. “Nós sofremos com a imposição da Ponte no segundo tempo. Foram duas equipes dispostas a vencer o jogo e eles foram muito felizes em dois lances indefensáveis. Tínhamos a vantagem, criamos as situações para aumentar o placar e não fomos felizes”, disse o treinador. O atacante Jenison acabou sendo um dos alvos, já que perdeu uma chance clara na etapa final, logo após o empate da Ponte em 2×2.

Apesar disso, o treinador ressaltou o bom jogo disputado no estádio Moisés Lucarelli. “Foi uma partida franca. Também tivemos as chances de fazer quatro gols. Alertamos o nosso grupo sobre o jogo aéreo deles e sofremos isso no primeiro gol. A ideia era manter a mesma estratégia do primeiro tempo e no segundo pesou o fator casa. Perdemos no confronto um a um”, declarou.

Confira a tabela e a classificação da Série B!

Agora, o comandante paranista aposta na sequência que terá em Curitiba para se reabilitar na Segundona. Nas próximas quatro rodadas, o Tricolor joga na capital – contra Oeste, Coritiba, Operário e Bragantino. “É muito difícil falar em um momento de derrota, mas sabemos do nosso trabalho no dia a dia. São 38 jogos na competição e hoje já vemos uma equipe brigando e sendo competitiva. Foram pequenos detalhes que fizeram com que não saíssemos com o resultado positivo. Temos quatro jogos em Curitiba e precisamos restabelecer a nossa classificação na parte de cima da tabela”, concluiu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!