O Paraná Clube bem que tentou, mas não repetiu as últimas boas apresentações e voltou a ser derrotado na disputa do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira (22), o time paranista, sem ter o mesmo equilíbrio de outras jornadas, perdeu por 1×0 para o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza e contabilizou a sua 22ª derrota na competição nacional. Afundado na lanterna e já rebaixado, o Tricolor volta a jogar fora de casa na próximasegunda-feira (26), diante do Botafogo, no Rio de Janeiro.

+ Confira: Veja como foi o jogo no lance a lance

Vindo de uma série de boas apresentações, o Paraná Clube encontrou um adversário motivado para encaminhar sua permanência na primeira divisão. O Ceará, que também contou com a Arena Castelão completamente lotada, foi o dono do primeiro tempo. Depois de ter até certa dificuldade para furar a retranca do Tricolor nos primeiros minutos, o Vozão passou a ser efetivo no ataque a partir da metade da etapa inicial.

Passou, então, a brilhar a estrela do goleiro Richard, especialmente porque o Paraná não conseguiu repetir a boa atuação defensiva das últimas jornadas. Na primeira tentativa do Ceará, Juninho lançou e Calyson, na cara do gol, chutou em cima do arqueiro paranista. A pressão seguiu. Na sequência, Calyson recebeu outra bola nas costas da defesa, mas parou de novo em Richard.

A pressão do Ceará seguiu intensa. Empurrado pela torcida, o Vozão conseguiu o primeiro gol em um lance duvidoso. Depois do cruzamento da esquerda, a bola tocou no braço de Jesiel dentro da área. Pênalti marcado e convertido por Juninho. A partir daí, o Paraná precisou sair um pouco mais. Até ensaiou uma pressão no final do primeiro tempo, mas foi o time da casa que conseguiu terminar melhor a etapa inicial. Outra vez no duelo com Calyson, Richard salvou de novo e evitou o segundo gol dos cearenses ainda antes do intervalo.

O ritmo do jogo caiu no segundo tempo. Em vantagem, o Ceará já não tinha o mesmo ritmo ofensivo. Mesmo assim, o Vozão seguiu como o dono das principais ações ofensivas. O segundo gol, então, quase saiu aos 7 minutos. Depois do cruzamento de Juninho, Luiz Otávio subiu livre, mas cabeceou para fora.

O Paraná, então, apostou na entrada do meia-atacante Alesson para tentar ganhar em ofensividade. Porém, o time paranista não conseguia furar a boa postura defensiva do Ceará. Isto porque o Vozão já não atacava tanto. Na verdade, buscava agora explorar os erros do Tricolor para tentar definir a vitória no Castelão. Aos 18, Arthur aproveitou a saída errada, fez fila na defesa, mas o goleiro Richard evitou o segundo gol.

+ Veja: Confira a classificação do Brasileirão

Enquanto o técnico Dado Cavalcanti apostou na entrada do atacante Keslley na vaga do inoperante Juninho, o Ceará seguiu mais consistente, especialmente depois que Cardona e Felipe Azevedo entraram e deram mais poder de fogo ao Vozão. Assim, o segundo gol quase saiu aos 30 minutos. Depois do cruzamento de Samuel Xavier, Richard, até então impecável na partida, saiu mal, mas Ricardinho, livre na área, perdeu no rebote.

As alterações não surtiram o efeito esperado pelo técnico Dado Cavalcanti. O Tricolor seguiu com dificuldades para criar chances para empatar a partida, mas dava espaços para o Ceará. O Vozão, então, seguiu sendo perigoso e quase marcou aos 37 minutos. Samuel Xavier cruzou e Felipe Azevedo, de cabeça, mandou para fora. Já nos descontos, o Tricolor reclamou uma penalidade, já que Luiz Otávio tocou a bola com a mão na área, mas o árbitro nada marcou. Mais um revés para o Paraná, que segue com sua fase de instabilidade no Brasileirão.

BRASILEIRÃO
2º Turno – 36ª Rodada

Ceará 1×0 Paraná Clube

Ceará
Éverson; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Tiago Alves e Felipe Jonatan; Edinho, Juninho e Ricardinho; Calyson (Cardona), Leandro Carvalho (Felipe Azevedo) e Arthur (Ricardo Bueno).
Técnico: Lisca

Paraná Clube
Richard; Wesley Dias, Jesiel, Renê Santos (Charles) e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana e Jhonny Lucas (Alesson); Juninho (Keslley), Andrey e Felipe Augusto.
Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Arena Castelão (Fortaleza-CE)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Gol: Juninho, 32 do 1º
Cartões amarelos: Calyson, Luiz Otávio (CEA); Alesson (PAR)
Público total: 48.077
Renda: R$ 541.183,00

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!