O atacante Cléo deve, muito em breve, ser mais um reforço anunciado oficialmente pelo Paraná Clube para a temporada 2019. Já trabalhando no Ninho da Gralha desde a semana passada, o jogador de 33 anos está focado em recuperar sua forma física ideal para poder ajudar o Tricolor. A última vez que Cléo entrou em campo foi no dia 3 de novembro de 2018, quando fez dois gols pelo Qingdao Huanghai, da China.

Conforme apurou a Tribuna do Paraná, o atleta ainda não está em condições de atuar, por isso está se dedicando aos trabalhos referentes à parte física, que são prioridade neste momento.

+ Leia mais: Dado Cavalcanti ficou de “mãos atadas” na derrota paranista

O jogador é conhecido na capital paranaense, já que teve duas passagens pelo Athletico. O centroavante estava no ano passado no futebol chinês, onde teve um ótimo aproveitamento, somando 15 partidas com 11 gols marcados. Ainda em 2018, Cléo defendeu o Cova da Piedade, em Portugal, fazendo 25 jogos e 12 gols.

A boa pontaria do atleta poderia ser importante para o Tricolor em um setor que esteve muito defasado na temporada passada. Em 2018, em 52 jogos disputados, foram apenas 9 vitórias e míseros 34 gols marcados. No primeiro jogo do Paraná Clube neste ano, no último domingo (20), o time paranista perdeu por 1×0 para o Operário, portanto, ainda não balançou as redes em 2019.

+ Confira a classificação do Campeonato Paranaense

Cléo já atuou no Furacão em 2005, quando fez oito partidas e oito gols, em 2014, com 22 jogos disputados e 9 gols e, também, em 2015 somando 12 partidas, mas sem balançar as redes.

Natural de Guarapuava, no Paraná, Cléo se profissionalizou no Olivais e Moscavide, de Portugal, em 2004 e, então, foi comprado pelo Athletico. Em 2005, no entanto, foi emprestado à Ferroviária e, depois, ao Figueirense. Voltou ao Olivais entre 2006 e 2009 e foi emprestado, neste meio tempo, ao Red Star Belgrade, da Sérvia.

De lá, continuou no mesmo país e foi contratado pelo Partizan. Passou ainda por Guangzhou Evergrande, da China, e Kashiwa Reysol, do Japão, antes de voltar para o Furacão em 2014, em sua temporada mais relevante no Rubro-Negro. Em 2016 foi para o Goiás, onde fez 16 jogos e 4 gols e, de lá, seguiu para o Cova da Piedade.

Por jogar centralizado, Cléo chega para disputar a posição com Jenison.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!